Cachorro com cara de panda é proposto em compra por R$ 3 mil

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A proposta de compra por R$ 3 mil feita à criadora deve-se ao fato de o cachorro ter nascido com coloração rara em ninhada de Chow-Chow. Com o pelo do corpo acinzentado e com as patas e focinho pretos, o cão é comparado a filhote do urso panda.

A criadora de Chow-Chow, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, é Rosymeire Baptista. Segundo ela, o cão, de uma ninhada de sete filhotes, foi o único que nasceu com essa coloração, seus irmãos são inteiramente pretos ou marrons.

Baptista, que cria a raça há dez anos, diz que nunca viu um Chow-Chow dessa cor. De acordo com ela, seus amigos dizem que o cãozinho é um milagre. Ela revela ainda que o “filhote de panda fez sucesso na internet, por ocasião da exibição de foto dele, que ela postou em uma rede social, no último domingo (24).

Após a divulgação da imagem do cachorro diferente, a criadora já recebeu várias propostas de pessoas interessadas no cão, entre elas um criador argentino, que ofereceu R$ 3 mil pelo exemplar. Ela assegura que ainda está negociando com o interessado. Os outros filhotes da mesma ninhada foram vendidos por preços que vão de R$ 800 a R$ 1000.

O cachorro com cara de panda está com quatro meses de vida e é fruto do cruzamento de uma fêmea de pelo preto, com um macho de coloração dourada. Orgulhosa, a criadora assevera ser muito raro o nascimento de um filhote com as características do cãozinho.

Glória Espejo, a juíza de competições caninas, criadora e membro da Associação Paulista de Chow-Chow, tem uma opinião diferente. De acordo com a análise dessa juíza, feita a partir de fotos, o filhote não pode ser considerado um exemplar legítimo da raça, porque ele apresenta características como o focinho, o rabo e até mesmo essa coloração acinzentada, o que leva a crer que ele é mestiço.

Segundo a veterinária Célia Regina Takaoka, existem cães da raça Chow-Chow nas cores preta, marrom-avermelhado, creme e cor de canela, mas na coloração do cãozinho, ela nunca viu. Para ela, a hipótese mais provável é que a fêmea tenha cruzado com um cão de outra raça.

Independente da raça do cão, a filha de Rosymeire, Amanda de Paula está encantada com o animalzinho e tenta convencer a mãe a ficar com o filhote, a quem já apelidou de panda. A moça diz que está tentando fazer com que a mãe não venda o cão. Segundo ela, tudo que é diferente e bonito acaba indo para fora, mas com esse ela que ficar.

Fonte: G1

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

Conheça o Curso de Inseminação Artificial em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: