Cães machos- Castrar ou não?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Caso não haja a intenção de que o animal reproduza, é aconselhável a castração dos cães machos, principalmente se eles se prestarem a serviços como guia, por exemplo, o que já é um procedimento de rotina. Nesse procedimento, há mais vantagens do que desvantagens.

Dentre algumas vantagens, mencionam-se a diminuição do impulso sexual e de determinadas agressões, além de se evitar que o cão fique tentado a buscar a companhia de cadelas no cio. Além disso, castrar o cão o torna mais dócil.

A obesidade talvez seja a desvantagem mais citada. Entretanto, basta que se cuide da sua dieta para evitar que isso ocorra.
Apesar de constituir uma operação de rotina, a castração requer determinados cuidados, como o uso da anestesia geral. O tempo de duração da cirurgia, em animais novos, é menor, o que diminui o risco de transtornos e complicações.

Anestesia geral significa um procedimento em que há a perda de sentimentos ou de sensações. Ausência de toda a dor, num estado de inconsciência e relaxamento dos músculos. Existem outros tipos de anestésicos locais. A utilização de cada tipo de anestesia é determinada pelas circunstâncias; cabe ao veterinário avaliar. A informação sobre qual o tipo de anestesia e os riscos que o animal estará correndo, durante a cirurgia deve ser prestada ao dono, pelo profissional responsável pelo animal. Isso irá evitar preocupação em excesso.

Deve-se ressaltar que cada animal reage de forma diferente a cada tipo de anestesia, nunca descartando que todo procedimento cirúrgico traz em si um risco iminente.

Fonte: Tutomania

Adaptação: Revista Veterinária

 

Conheça o Curso de Cirurgias em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: