Carcinoma de células escamosas em equinos

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

O carcinoma de células escamosas (CCE), também conhecido como carcinoma de células espinhosas ou carcinoma epidermóide, é um tumor maligno que afeta os queratinócitos, e podem ser de dois tipos, produtivos ou erosivos. O surgimento deste tumor está associado a vários fatores, tais como exposição à luz ultravioleta, epiderme despigmentada, perda de pelos ou pele com pouca cobertura de pelos.

Dentre as raças equinas, as de maior predisposição ao CCE são a Appaloosa, Belga, Clydesdale e Shire. Não havendo relato de preferência por sexo. Os locais onde primariamente ocorre a CCE são as transições entre pele e mucosa, principalmente nas pálpebras.

O primeiro sintoma a surgir é a dermatose solar nas junções muco-cutâneas. Os sintomas de eritema, edema e descamação antecipam a formação de crostas e da perda de espessura da pele o que leva a formação de úlceras. Estas úlceras com o tempo vão se espalhando e tornando-se cada vez mais profunda, o que permite o surgimento de infecções bacterianas secundárias.

O médico veterinário responsável pela clínica médica de haras deve estar constantemente se atualizado com cursos para poder ter o discernimento de caracterizar o grau de malignidade e o padrão de diferenciação dos CCE para poder tomar a atitude correta na clínica, no diagnóstico e no prognóstico.

 

Veja técnicas de tratamentos para essa doença. Clique aqui.

Fonte: Revistas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos Relacionados com Clínica Cirúrgica em Equinos: