Cinomose – considerada a doença mais grave dos cães

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

cão-triste (1)A cinomose é causada por um vírus altamente contagioso que se espalha pelo contato direto ou através do ar. Geralmente a cinomose se desenvolve em dois estágios, sendo no primeiro estágio: três a quinze dias após a exposição ao vírus, o animal desenvolve febre, não quer comer, não tem energia e seus olhos e nariz começam a gotejar, tosse seca, diarreia e bolhas de pus no estômago. Com o avanço da doença a descarga de seus olhos e nariz começa a ficar espessa, amarelada e pegajosa configurando assim o clássico sinal de cinomose.

Já o segundo estágio se caracteriza por ser mais grave, já que a doença pode afetar o cérebro e a espinha dorsal. Os sintomas característicos são o animal babar com frequência, sacudir a cabeça ou agir como se estivesse com um gosto ruim na boca, pode ter convulsões, fazendo com que ande em círculos, caia e chute o ar. Mais tarde, parece confuso, andando a esmo e se encolhendo frente às pessoas. No segundo estágio, as chances de sobreviver são pequenas, e quando acontece na maioria das vezes os animais apresentam danos neurológicos.

A doença pode progredir e se espalhar para os pulmões, causando pneumonia, conjuntivite e rinite; também pode se espalhar para a pele, fazendo-a engrossar, especialmente na planta dos pés, essa forma de cinomose é chamada de doença da pata grossa.

O tratamento é feito à base de antibióticos, que combatem as infecções secundárias.

Quais as principais doenças que acometem os pequenos animais?

Como realizar o antedimento emergencial em animais de estimação?

Quais os procedimentos envolvidos na estabilização de pacientes em situação clínica emergencial?

 

Fonte: Casa HSW

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

emergencias e protoatendimento em caes e gatos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •