Cuidados ao congelar sêmen bovino

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

O objetivo do congelamento de sêmen é a produção de um banco de células espermáticas utilizadas para biotécnicas da reprodução, o que é uma importante ferramenta para potencializar uma genética.

A moderna indústria bovina em todo mundo é baseada na utilização da inseminação artificial (IA) com sêmen congelado (AIRES et al., 2003). O sucesso na concepção e nos benefícios econômicos desta técnica depende da viabilidade do sêmen criopreservado para fertilização do ovócito (WATSON, 1999).

Apesar da criopreservação de sêmen ser uma metodologia amplamente utilizada, a mesma tem uma participação deletéria durante o processo de congelação e armazenamento do material biológico, por não ser uma metodologia ideal e que minimize os efeitos prejudiciais ao sêmen (PAPA et al., 2002).

A criopreservação de sêmen busca a suspensão do metabolismo espermático e a manutenção do potencial fertilizante por um período de tempo prolongado

A criopreservação do sêmen passa pelas etapas de diluição, resfriamento, congelamento, armazenamento e descongelamento.

O congelamento do sêmen pode trazer alterações na qualidade do material. Podem ocorrer danos físicos ou funcionais, diminuição da fertilidade se comparado ao sêmen fresco, Motilidade é mais bem preservada que a integridade acrossomal, lesões de membranas (plasmática e acrossomal), membrana passa do estado líquido a gel (ác. graxos se ordenam paralelamente, formando estrutura rígida), 40-50% dos espermatozóides têm danos mitocondriais (condensação e perda de material).

Ao descongelar o material devem ser avaliadas suas condições. É considerado fora do padrão quando apresentar as seguintes características após a descongelação (de 35 a 37º C/ mín 30 seg.ou conforme recomendação do estabelecimento produtor): Volume da dose < 0,25 ml, motilidade progressiva < 30% e vigor < 3.

Para evitar maiores perdas de material é importante seguir algumas recomendações como usar meios novos ou previamente testados, não recongelar meios comerciais, utilizar material preferencialmente estéril, congelar apenas sêmen de boa qualidade, avaliar amostras em cada etapa do congelamento, evitar mudanças bruscas de temperatura, identificar corretamente as palhetas congeladas e descongelar corretamente o material.

Fonte:  CPT Cursos Presenciais      

Conheça o Curso de Exame Andrológico e Congelamento de Sêmen Bovino

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •