Enfermaria infantil de hospital em São Paulo recebe visita do “doutor” cão

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

O “doutor” Joe Spencer Wood possui a agenda lotada igual à de um médico de verdade, todos os dias ele visita os hospitais e tenta levar um pouco de alegria para crianças doentes.
O doutor Joe chega de crachá para atender as crianças na enfermaria infantil do Hospital São Paulo e deita na mesa para receber seus pacientes. Não, você não leu errado. Ele realmente deita na me sa. Mas não estranhe, o doutor Joe Spencer é um cachorro. A visita à enfermaria infantil do HSP ocorre nas quartas- feiras e nos outros dias da semana ele visita outros hospitais. As visitas do Joe juntamente com outros sete cachorros voluntários faz parte do projeto “Joe Amicão e Cãopanheiros”.

O trabalho começou em 2006. Um dia ao caminhar pela cidade de Praia Grande, no litoral paulista, as irmãs Luci e Ângela Lafusa, passaram na frente de um asilo com Joe. Os velhinhos, sentados na varanda, prestaram atenção no cão que é um golden retriever, um cachorro de grande porte com belos e brilhantes pelos loiros. Ângela, contou que perceberam que os olhinhos dos aposentados brilharam na hora, então “Batemos na porta e perguntamos se eles aceitavam visita. Disseram que sim. Perguntamos 'mas e visita de cachorro?”, ri a dona, que trabalha como secretária no Hospital São Paulo.

O próximo passo foi levar Joe ao hospital. Mas para colocar o cachorro dentro do centro de saúde foi preciso atender a uma série enorme de exigências. Primeiro passo: o adestramento. “Ele foi treinado para obedecer todos os nossos comandos”, conta Luci. O segundo: garantir que ele esteja bem limpinho, para que os pacientes não corram nenhum risco de infecção. Joe é escovado diariamente com produtos especiais para “esterilizar” seus pelos. Ele também toma banho uma vez por semana e tem seus dentes escovados todos os dias. E visita o veterinário mensalmente.

Só depois de atendidas todas as exigências e ter todos os certificados, Joe pôde entrar na enfermaria, e dar início ao projeto. “As crianças adoram, todos os dias de manhã, elas já começam a perguntar 'hoje é o dia do Joe? É hoje que ele vem?” conta Isabel Carmagnani, diretora de enfermagem do Hospital São Paulo. “Todos os dias de manhã, elas já começam a perguntar 'hoje é o dia do Joe? É hoje que ele vem?”'.

 “Todos os dias tem alguém solicitando a visita de Joe nos hospitais, é uma correria”, conta Luci,que juntamente com a irmã trabalham de forma voluntária no projeto e, por isso, tem um tempo restrito para se dedicarem, afinal, elas precisam manter seus empregos. A esperança é que um dia elas consigam um apoio financeiro para manter suas atividades no projeto em tempo integral.  Luci alerta que, a intenção não é transformar o cão em garoto-propaganda e por isso patrocínio comercial, não é bem vindo.

Fonte: G1

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Nefrologia e Urologia em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •