Enfermeira de Goiás diz não se lembrar de espancar cão

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A enfermeira goiana, de 22 anos, irritada pela sujeira causada por uma cadela da raça Yorkshire, comprada há dois meses, por R$ 500, usou de grande violência contra o animal, até a morte, sendo flagrada por um vizinho, filmando as cenas que causaram indignação aos que assistiram pelos meios de comunicação.

Segundo declarações da agressora, ela não tinha noção do que seus atos poderiam causar, tentando justificar sua atitude, em depoimento ao delegado Carlos Firmino Dantas, de Formosa (GO).

Camila terá que pagar fiança de R$ 3 mil, por crime ambiental. Segundo o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama),ela terá 20 dias para se defender. A multa baseia-se no art. 32 da lei 9605, e art. 29 do Decreto 6514/2008.

Camila não considera ter espancado a cadela, mas ter agido de forma normal e afirma, ainda, não sofrer de depressão. Garantiu não se lembrar de ter atirado o animal ao chão, além de se sentir numa fase de muita alegria.

 

Fonte: G1

Adaptação: Revista Veterinária

 

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: