Gestação de cadelas: a ultrassonografia no acompanhamento veterinário

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
foto: CPT Cursos Presenciais

A ultrassonografia no acompanhamento da gestação de cadelas vem sendo amplamente utilizada na Medicina Veterinária por fornecer diversas informações importantes. O exame pode detectar precocemente possíveis anormalidades na gestação ou no feto, o que ajuda a prevenir ou minimizar perdas da ninhada, evitando assim prejuízos econômicos.

Entre suas utilidades também estão a identificação da prenhez, avaliação do útero, dos ovários e o acompanhamento gestacional. Porém, é fundamental que o exame seja realizado por um profissional experiente para garantir a precisão do diagnóstico.

Quer conhecer um  pouco mais sobre a utilidade e importância desse exame para o acompanhamento da gestação de cadelas? Então continue a leitura.

Utilidades da Ultrassonografia no acompanhamento gestacional de cadelas

Antes mesmo da cadela estar prenha, o exame ultrassonográfico já é indicado, principalmente para as de alto valor comercial ou de criadores. 

Isso, porque ele serve para realizar um check-up das estruturas da cavidade abdominal, avaliar os ovários, o útero, a bexiga e também para buscar eventuais sinais de processos inflamatórios. 

Durante a gestação de cadelas ele possui variadas utilidades, entre as principais:

Diagnóstico de gestação

O diagnóstico de gestação de cadelas pode ser realizado de forma precoce pela ultrassonografia a partir do 7º dia após a cobertura, pelo aumento dos cornos uterinos. Ou ainda por meio da palpação abdominal, entre o 24º e 35º dia após a cobertura. 

No segundo terço da gestação o exame de palpação abdominal é considerado preciso para diagnóstico positivo em cerca de 88% dos casos, e 73% para diagnóstico negativo. Já o ultrassonográfico tem cerca de 94% de precisão no diagnóstico gestacional, tanto positivo quanto negativo, a partir do 30º dia pós-cúpula. Esse grau de confiabilidade pode chegar até a 99,3% a depender do dia do exame e da experiência do operador.

Porém, o primeiro grande sinal para confirmar a gestação é a presença de vesículas embrionárias também chamadas de sacos gestacionais. Estes podem ser detectados ao exame ultrassonográfico 17 dias após o pico de hormônio luteinizante (LH). 

Avaliação do desenvolvimento embrionário e fetal

O embrião, pode ser visualizado a partir do 23º dia após a onda pré-ovulatória de LH aparecendo na imagem como uma estrutura oblonga hiperecóica de aproximadamente 9 mm de comprimento, dentro da membrana fetal esférica. Esta começa a mudar de forma a partir do 28º dia. 

Também por volta do 28º dia de gestação já é possível acompanhar os batimentos cardíacos fetais, sendo que alguns casos isso pode acontecer até mesmo alguns dias antes. O movimento fetal pode ser observado a partir do 33º dia e, junto com a frequência cardíaca, serve para confirmar a viabilidade e o vigor fetal.

A cabeça, o corpo, o fêmur, o esqueleto fetal, o coração, a vesícula urinária, o estômago, os rins, pulmões e fígados são algumas das estruturas que podem ser observadas pelo exame para avaliar o desenvolvimento do feto. O examinador vai observar tanto a posição,quanto o tamanho deles.

Estimar Idade Gestacional

A ultrassonografia também pode ser utilizada para estimar a idade gestacional, o que é muito importante para planejar e prever a data do parto. O planejamento do parto é fundamental principalmente para as cadelas que já apresentam sinais de dificuldade de parto e que certamente vão precisar de acompanhamento pré-cesária.

Porém, ainda é bastante difícil determinar esse tempo com exatidão devido às variações fisiológicas reprodutivas das fêmeas caninas. Ou seja, com a grande variedade de portes e raças de caninos, há também diferentes estruturas fetais que podem interferir na determinação exata da idade gestacional por meio da ultrassonografia.

Outras utilidades:

  • Quantificar o número de fetos;
  • Diagnosticar sofrimento fetal;
  • Detectar anormalidades fetais ou da gestação;

Cadelas também devem fazer pré-natal 

É muito importante saber que assim como os humanos, as cadelas gestantes também precisam de acompanhamento gestacional. Inclusive pelos mesmos motivos, como para garantir a própria saúde e a de seus filhotes. Como foi possível observar a ultrassonografia faz toda a diferença nesse período, sendo recomendado no mínimo três exames ultrassonográficos durante o pré-natal. 

A ultrassonografia é um método acessível que oferece ao veterinário muitas vantagens. Entre elas temos: o fato de não ser prejudicial ao feto, não invasiva, indolor, não requer uso de tranquilizantes ou anestésicos, permite realizar diagnóstico de prenhez precocemente, avaliar e monitorar a gestação ou mesmo detectar possíveis anormalidades no feto durante a gestação. E tudo isso em tempo real. 

Por isso, a ultrassonografia tem sido considerada de grande utilidade na rotina veterinária para o acompanhamento da gestação de cadelas. Contudo, assim como qualquer outro tipo de exame, o ultrassonográfico deve ser feito por profissionais experientes e com amplo conhecimento da técnica, dos aparelhos e da anatomia desses animais. Somente assim é possível garantir a segurança e eficiência do método.

Compreender as técnicas de ultrassonografia veterinária faz toda diferença na carreira de um profissional que quer se destacar no mercado. Por isso, é fundamental investir constantemente na sua capacitação

Que tal conhecer o curso exclusivo do CPT Cursos Presenciais? No curso você aprende com diversos equipamentos de ultrassons onde você terá treinamento prático, individual e intensivo nas principais técnicas de ultrassonografia veterinária. Clique aqui para mais informações sobre o curso de Ultrassonografia em Pequenos Animais e veja como essa técnica diagnóstica vai te ajudar a apresentar diagnósticos precisos e seguros através dos exames realizados.

Fontes: Unesp, Rev. Bras. Reprod. Anim.,  Faculdades Integradas de Ourinhos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 6 de novembro de 2020

Artigos Relacionados com Sem categoria: