Inseminação artificial em bovinos de leite

inseminaçãoA utilização da técnica de inseminação artificial (IA) se caracteriza pela deposição do sêmen do macho no útero da fêmea, para que aconteça a fecundação do óvulo.

Para que a técnica ocorra com sucesso é preciso observar alguns fatores como o cio, qualidade do macho e da fêmea, saúde, entre outros.

As vacas que apresentarem cio na parte da manhã devem ser inseminadas à tarde do mesmo dia, já as vacas que entrarem no cio à tarde devem ser inseminadas no outro dia na parte da manhã.

Em rebanhos leiteiros a inseminação é indicada para os animais que produzem acima de 2.000 litros de leite por lactação. É importante selecionar machos com boas características de leite, uma vez que, os animais produzidos a partir da inseminação podem não ter a mesma qualidade produtiva da mãe se o pai não for de qualidade.

Outros fatores a serem considerados na hora da escolha do tipo de inseminação é o nível tecnológico da fazenda, as condições zootécnicas e também o bom manejo sanitário e nutricional do rebanho, pois sem estes cuidados a IA podem não obter resultados satisfatórios.

Também é de suma importância na qualidade final da IA que o sêmen seja de qualidade, assim como a atenção e responsabilidade dos profissionais envolvidos.

Quais os objetivos da inseminação artificial?

Como usar a inseminação como ferramenta no melhoramento genético?

Veterinário: Confira os melhores preços e qualidade em equipamentos para reprodução bovina!

 

Fonte: Agronegócio Avicultura

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Inseminação Artificial em Bovinos

Inseminação Artificial em  Bovinos