Lesões cirúrgicas no aparelho locomotor em bovinos

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Qualquer tipo de lesão necessita de cuidados especiais, incluindo medicação adequada, limpeza da ferida e uma higienização indispensável do animal. Um desafio para veterinários especializados em animais de grande porte são as feridas, cirúrgicas ou não, porém, é dado ainda mais atenção às lesões provenientes de cirurgias por serem originárias de procedimentos estéreis que deram vazão para interior de cavidades ou até mesmo menos profundas que podem desenvolver sérias consequências se negligenciadas. Em equinos, muitas vezes, ainda se tem uma maior colaboração de proprietários para as recomendações serem seguidas, por se tratar de animais que são recompensados por sua aparência, o que não ocorre com os bovinos, que são mantidos em pastos ou estabulações precárias e sem o menor manejo sanitário.

O acúmulo de matéria orgânica se torna um meio ótimo para reprodução de bactérias, onde geralmente é quente e rico em alimento para as mesmas.

Nos próximos parágrafos serão citados alguns dos principais tipos de problemas desenvolvidos em lesões cirúrgicas no aparelho locomotor de animais, principalmente pelo fato de os membros serem as partes em maior contato com a matéria orgânica disposta em estábulos.

Dermatite digital é uma afecção considerada como uma das mais frequentes causas de claudicação em rebanhos leiteiros no mundo e acredita-se que seja um problema de ordem multifatorial. Apresenta-se como uma doença da pele digital localizada na região coronariana entre os talões, da superfície palmar/plantar como uma úlcera às vezes acompanhada de tecido proliferativo, muito doloroso na fase aguda, levando, frequentemente, a manqueiras e à queda na produção de leite. Muitas vezes a lesão pode estar localizada na superfície dorsal da região coronária ou interdigital. Ela pode se apresentar de três formas: a erosiva, proliferativa e hiperplásica. É mais observada em animais jovens, principalmente novilhas e vacas de primeira lactação.

Dermatite interdigital é um processo inflamatório que acomete a epiderme do espaço interdigital, sem extensão aos tecidos profundos, podendo causar manqueira e exudato em casos mais graves. O Dichelobacter é o agente principal, porém geralmente também é acometida por germes oportunistas.

Laminite é a formação de um tecido córneo de baixa qualidade, porém vários conceitos e técnicas para manuseio de animais acometidos vêm surgindo, devido à frequência e importância desta doença na veterinária. Ela se divide em três fases sendo a fase aguda, a subaguda e a crônica, de acordo com a gravidade da lesão. Laminite é definida como uma inflamação asséptica das lâminas do cório, causada por um distúrbio da microcirculação e degeneração na junção derme/epiderme. Sua etiologia é multifatorial e sua patogenia bastante complexa e ainda incerta, sendo a mais importante causa de manqueira em bovinos. E dentre todos os fatores que a podem desencadear, a nutrição inadequada tem sido o fator de maior peso nesses casos.

Fontes:  CPT Cursos Presenciais

   

Conheça o Curso de Tratamento de Lesões e Cirurgias do Sistema Locomotor de Bovinos

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •