Mal entendido provoca morte de cachorra

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

De acordo com informações do Examiner, uma cachorra nos Estados Unidos foi sacrificada por engano.

A cachorra Zoey de 8 anos da raça Mastiff foi diagnosticada em abril deste ano com insuficiência renal terminal, e seus tutores, Roni e Elysia Amiel, do estado de Nova Jérsei, nos Estados Unidos, tomaram a difícil decisão de mantê-la em casa, cercada de amor pela família em seus últimos dias.

A cachorra perdeu muito peso devido sua debilitada condição física. O engano ocorreu pelo seguinte fato um vizinho viu Zoey descansando na grama perto de um lago próximo à casa da família em junho, e tirou uma foto da cachorra e chamou a polícia, que em seguida enviou-a ao controle animal.

Como a cachorra não tinha coleira ou identificação, o controle animal a levou para um hospital para avaliação e tratamento.  Nem o vizinho nem a polícia sabiam quem eram os tutores de Zoey, ela foi então sacrificada por causa de sua saúde.

A foto da cachorra foi postada na internet, e os tutores acabaram recebendo ameaças de centenas de pessoas que erroneamente presumiram que a saúde da cachorra estava sendo negligenciada. Eles ainda estão muito assustados e com medo das ameaças.

Após uma investigação, o oficial do controle animal, comprovou e ficou esclarecido que os tutores não havia provocado nenhum abuso com o animal. O sargento de polícia John-Paul Beebe da cidade de Sparta, e registros veterinários confirmaram que não havia nenhum tratamento para a doença da cachorra.

Como forma de tentar esclarecer o ocorrido uma declaração foi emitida pelo Departamento de Polícia. “O departamento de polícia de Sparta emite esta declaração como meio de corrigir a total má representação das circunstâncias a cerca da condição física da cachorra. Esta má representação levou a família Amiel a ser vítima de ameaças de centenas, ou ainda milhares de pessoas em redes sociais.”

O departamento de polícia ainda está decidindo se alguém será indiciado por causa das ameaças.

Fonte: Anda

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •