Mastectomia em cadelas e gatas

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Tumores em mamas de cadelas e gatas podem ser mais comuns do que imaginamos. Portanto, se o seu animal apresentar cansaço excessivo, mudanças de hábito ao ir ao banheiro, respiração ofegante, caroços, perda de peso, dentre outros sintomas, leve-o ao médico veterinário no primeiro sinal.

A doença, se tratada de forma precoce, tem cura. A “vantagem” desta doença é que se trata de um tumor benigno, ou seja, não se espalha para outros órgãos, o que é diferente do câncer, de caráter maligno.

Geralmente estes tumores precisam ser extirpados, sendo o procedimento chamado de mastectomia, que pode ser uma remoção parcial ou total da mama. Vale lembrar que estes animais possuem uma estrutura de mama bem diferente da dos humanos. A cadeia mamária, de cada lado, conta com várias tetas para alimentar os filhotes.

A decisão da retirada do tumor vai depender muito do estado clínico do animal ou se possui mais de um tumor e de que lado será operado. Precisa, antes, passar por uma bateria de exames, como ultrassom, raio-X, etc.

Há também uma questão muito importante a ser levada em consideração pelo médico veterinário, antes da intervenção cirúrgica, como providenciar o castramento do animal, ou seja, na retirada do útero e ovário, órgãos diretamente relacionados com a produção de hormônios, que por sua vez estão intimamente ligados ao desencadeamento da doença.

Aliás, a melhor maneira de se prevenir estes tumores é justamente a castração do animal nos primeiros seis meses de vida. Isso reduz em quase 100% os casos.

 

Saiba mais sobre o manuseio do ultrassom uma das tecnologias utilizadas para diagnosticar os tumores. Clique aqui.

Fonte: Pet Care

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos Relacionados com Clínica Cirúrgica em Pequenos Animais: