O que é luxação de patela em cães?

luxação de patela

A patela é o joelho do cão, ou rótula, que pode deslocar-se sendo conhecida como luxação medial de patela. A patela desloca-se para o interior da sua articulação do joelho e não consegue deslizar na ranhura do fémur, é considerada uma das afecções mais comuns da articulação fêmuro-tíbio-patelar do cão.

As lesões da patela incluem ruptura do ligamento cruzado cranial, fraturas da patela, ruptura do tendão da patela e lesão do ligamento colateral.É encontrada principalmente em raças toy e miniatura, e apresenta predileção sexual por fêmeas, tendo origem congênita ou traumática.

A luxação medial de patela pode ocorrer por defeito congênito como a displasia da anca, problema de desenvolvimento ou por algum trauma. A patela pode deslocar-se parcialmente ou completamente em condições esporádicas ou permanentes, podendo levar a claudicação. Esse tipo de problema é diagnosticado através de exames físicos e raios-x.

Na luxação da patela lateral, há o deslocamento para o exterior do joelho e o diagnostico também é feito por exames físicos e raios-x.

A ruptura do ligamento cruzado pode ocorrer de uma lesão traumática. O ligamento cruzado detém o fêmur, tíbia e articulação do joelho juntos, mas também pode acontecer como uma condição crônica.

Já a fratura da patela é uma lesão comum, normalmente ocorre em sequência de algum golpe direto no joelho. O diagnóstico também é dado através de raios-x e quando necessário é realizada a cirurgia de reparação do joelho.

Observado os sintomas em qualquer das lesões mencionadas, a forma de diagnóstico se dá por exames de raios-x, interpretados por médico veterinários qualificados. O tratamento indicado poderá ser cirúrgico ou conservativo. A correção cirúrgica consiste em estabilizar a patela, e o tratamento conservativo exige repouso e administração de analgésicos.

Fonte: Pet Escadas

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Cirurgias Ortopédicas em Pequenos Animais

Cirurugias Ortopédicas em Pequenos