Origem da Profissão de Médico Veterinário

As escolas de veterinária existem no Brasil desde 1910, mas somente a partir de 1933 a normatização para a atuação do Médico Veterinário e ensino da profissão foi estabelecida pelo governo de Getúlio Vargas, por meio do Decreto número 23.133, aprovado em 09 de setembro.

A Medicina Veterinária trabalha nas áreas de prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças dos animais, que também podem a vir agredir o ser humano, dessa forma torna-se uma profissão essencial.

Com o tratamento dos animais muitas moléstias que poderiam agredir o ser humano são controladas. O tratamento dos animais existe desde os tempos antigos, ou seja, desde a domesticação. A prática veterinária estabeleceu-se dedes 2.000 a.C, encontrando registros mais antigos de 4.000 a.C.O Código de Hammurabijá continha normas sobre atribuições e remuneração dos médicos de animais.

As escolas de veterinária apareceram na Europa por volta do século XVIII. No Brasil surgiram no governo republicano: a escola de Veterinária do Exército, em 1914, e a escola Superior de Agricultura e Medicina Veterinária, em 1913, ambas no Rio de Janeiro.

Para a prática da profissão passou a ser exigido o registro do diploma, a partir de 1940, na Superintendência do Ensino Agrícola e Veterinário do Ministério da Agricultura, órgão que fiscalizava a profissão. A partir de 1968 foi criado os Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária, sendo transferido a eles a função de fiscalizar o exercício da profissão e emitir o registro profissional.

O curso de Medicina Veterinária tem duração média de 05 anos, dentre as disciplinas básicas o aluno estudará anatomia, microbiologia, genética, matemática, estatística, nutrição e produção animal. Após a formação o profissional pode optar em fazer alguma especialização, dentre as mais variadas áreas.

Fonte: Portal Velhos Amigos

Aprenda Técnicas de Administração de Medicamentos. Clique aqui.

Conheça métodos para indução da anestesia geral intravenosa. Veja aqui.