Reprodução equina e a importância do exame andrológico

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Reprodução equina e a importância do exame andrológicoA fertilidade do garanhão é essencial para que a rotina de reprodução equina obtenha os resultados desejados. Diante disso, seja pela da monta natural ou do uso das técnicas reprodutivas, o proprietário deve conhecer a capacidade reprodutiva de seu plantel. Outro ponto importante, é o acompanhamento os ciclos dos animais para que o manejo reprodutivo seja estabelecido de forma correta. Apenas desse modo é possível estabelecer os objetivos desejados, quais os resultados querem ser atingidos e, por fim, avaliar se os procedimentos estão sendo implantados de forma correta.

Assim, como parte desses procedimentos, está o exame andrológico realizado nos garanhões. O exame andrológico em equinos é um conjunto de etapas que têm por objetivo avaliar todos os aspectos que se relacionam à fertilidade do animal. São análises que constituem esse exame:

  • Análise das condições físicas do animal;
  • Exame das estruturas do sistema locomotor;
  • Análise completa do histórico de saúde dos equinos, incluindo fatores hereditários;
  • Exame e diagnóstico completo da saúde dos órgãos genitais;
  • Análise da qualidade do sêmen.

Com tudo isso, vamos tratar neste artigo sobre em que momento do manejo da reprodução equina o exame andrológico deve ser incluído, bem como a importância de realizar esse exame. 

Papel do exame andrológico na reprodução equina

Para começar, vamos dar um passo atrás antes de avançarmos no papel do exame andrológico na reprodução equina. Isso porque, primeiramente, é preciso compreender o que engloba o manejo reprodutivo desses animais. Só com esse conhecimento geral sobre a saúde física, o que inclui a saúde reprodutiva, do plantel é possível garantir os resultados desejados.

Assim, primeiramente é importante deixar claro como os equinos são animais que dependem de condições de bem-estar para que desempenhem suas funções com máxima eficiência. Isso quer dizer que, o manejo nutricional, a rotina, a sanidade, a limpeza das estruturas, a hidratação, todos esses aspectos têm impacto no resultado atingido pelo animal.

Por isso, para que uma rotina reprodutiva seja estabelecida na sua criação, antes de mais nada, é preciso analisar as condições dos animais. Desse modo, dentro desse processo está o reconhecimento dos animais de potencial reprodutivo: as matrizes e os garanhões.

Assim, dentro das etapas do manejo reprodutivo, o exame andrológico entra no momento de escolha dos animais reprodutores, na seleção dos garanhões. Ou seja, nesse momento é importante considerar o pedigree, performance atlética, conformação física e condições de fertilidade do animal. Vale apontar, também, alguns objetivos básicos da realização desse exame:

  • Classificação dos animais por categoria de fertilidade;
  • Diagnóstico de doenças reprodutivas;
  • Auxílio na seleção de fertilidade de machos jovens;

Desse modo, o protocolo do exame andrológico garante ao veterinário e ao produtor as condições do garanhão para que as técnicas de reprodução equina possam ser aplicadas e obtenham sucesso. Um ponto importante sobre o exame andrológico na rotina de reprodução equina de um plantel é: ele precisa ser realizado de forma periódica.

Assim como a análise do ciclo estral e das condições reprodutivas de matrizes e receptoras é realizada de forma constante, o exame andrológico também deve seguir essa rotina. Acompanhar o garanhão garante sua viabilidade reprodutiva por mais tempo já que esse exame permite detectar problemas e corrigi-los antes que eles prejudiquem a saúde do animal. 

A importância do exame andrológico na reprodução equina

Pensando em todo esse cenário que envolve o exame andrológico, vemos como é um exame de grande importância. Apesar de a reprodução equina já não considerar a fertilidade do macho mais importante do que da fêmea, o exame andrológico permite o pareamento ideal.

Num momento anterior, pelo garanhão ser capaz de gerar mais produtos que as matrizes, o exame era fundamental pela importância da fertilidade do macho. Contudo, com o avanço das biotécnicas de reprodução equina, a fertilidade das matrizes ganhou cada vez mais importância e, atualmente, praticamente se iguala à dos garanhões. Isso não quer dizer que o exame andrológico seja menos importante. Entender as condições do macho permite compará-lo ao ciclo da fêmea e, assim, realizar o melhor pareamento, não só pelas características, mas pela fertilidade e saúde dos animais. Dessa forma, o exame andrológico ainda é peça chave para a obtenção de produtos de alto valor genético

Assim, podemos listar algumas vantagens muito claras do exame andrológico para a reprodução equina:

  • Avaliar a fertilidade e o potencial reprodutivo do animal;
  • Evitar problemas de subfertilidade ou infertilidade;
  • Mensurar a qualidade do sêmen;
  • Identificar possíveis alterações no sistema genital;
  • Aumentar o desempenho do equino ao diagnosticar e tratar enfermidades e anomalias.

Com tudo isso, vimos que o papel do exame andrológico numa rotina de reprodução equina não é pequeno e nem deve ser negligenciado. Assim, como parte de um conjunto de práticas, o veterinário responsável por realizar o exame, deve ter profundo conhecimento das técnicas de reprodução como um todo. O sucesso reprodutivo e um efetivo melhoramento genético em equinos vem de integrar biotécnicas diferentes de modo a atingir resultados melhores e mais eficientes.

Quer se tornar um especialista em reprodução equina e alcançar resultados capazes de mudar sua carreira? CLIQUE AQUI e saiba como!

Fonte: Portal Escola do Cavalo, CPT Cursos Presenciais e SHOP Veterinário

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 10 de março de 2020

Artigos Relacionados com Equinos: