Seu cão dorme inesperadamente? Fique atento pode ser narcolepsia

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A disfunção de mais comum ocorrência em cães é a apneia do sono, que é quando o proprietário relata que seu animal “ronca” muito enquanto dorme, principalmente em animais braquiocefálicos, devido a conformação do focinho, porém, existem outros problemas neurológicos também associados à distúrbios de sono.

Como em humanos, os animais possuem uma divisão do sono em duas fases: O sono REM e o Não-REM (Rapid Eye Movements). O sono REM é caracterizado pelo episódio em que ocorrem os sonhos, o cão pode latir, rosnar ou até ter contrações e espasmos musculares, muito comuns em filhotes independente da raça. Já o NREM geralmente é observado anteriormente ao estágio REM, que é caracterizado por hipotonia muscular (relaxamento dos músculos) e diminuição das frequências cardíaca e respiratória.

A narcolepsia é uma doença decorrente de uma mutação dos genes que codificam o receptor para neurotransmissores produzidos na região lateral e perifornical do hipotálamo, chamado hipocretina ou orexina, que são os responsáveis por manter o animal acordado, logo, se há uma deficiência neste sistema, podem ocorrer episódios do animal dormir inesperadamente, apresentando cataplexia, ou seja, durante a vigília o animal apresenta atonia muscular, descrita também como “fraqueza” e apatia, sinais comuns do sono REM, porém, em poucos minutos recupera seu estado normal.

O diagnóstico da narcolepsia é feito por observações das “crises” apresentadas pelo animal, levando em consideração que as mesmas só ocorrem em momentos de excitação positiva, como durante brincadeiras ou alimentação.

 

Confira o vídeo de um cão que possui a doença.

[yframe url=”http://www.youtube.com/watch?v=JfzHUIHkCsU”]

 

 

 

Fonte: Vet Neuro

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

 

 

Conheça o Curso de Neurologia Clínica em Pequenos Animais

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •