Terapia assistida com animais ajuda na recuperação de pacientes

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Mais do que bem-estar, hoje existem pesquisas que comprovam que a presença de um animal de estimação traz diversos benefícios à saúde das pessoas, e diferente do que diziam há uma época atrás, além de serem uma ótima companhia para crianças, idosos e pacientes com problemas neurológicos e em reabilitação física e mental, demonstram uma espantosa evolução ao serem aproximados dos mesmos.

Seguindo esta vertente, os “Anjos de Patas” promovem seus trabalhos em hospitais, instituições beneficentes, entidades assistenciais, escolas, casas de repouso, abrigos e centros de recuperação ou em qualquer outro local que possibilite e permita sua aplicação. Esse título foi dado ao conjunto de cães participantes do Projeto Anjos de Patas, que surgiu em junho do ano de 2006, em Maringá-PR, como objetivo de promover o bem-estar biopsicossocial, através da atividade e terapia assistida com animais (A/TAA).

Para alcançar o sucesso em suas atividades, o projeto pauta ações por princípios éticos, atendendo a necessidade dos assistidos com acompanhamento de um profissional, onde o trabalho é realizado da melhor maneira, garantindo conforto ao paciente e ao cão terapeuta. O maior fator que contribui para a evolução do quadro de saúde do paciente é o fato de a terapia não ser taxada como rotina, tendo o incentivo diário do animal nos exercícios, transformando-os em brincadeira, uma vez que o cão tem suas respostas de acordo com o que é proposto a ele, transformando um momento de tensão em diversão.


Fonte:  Revista “Clínica Veterinária”

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

Conheça o Curso de Emergência e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •