Transporte internacional de cães e gatos

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Para se transportar um animal de uma região à outra do mesmo país são necessários alguns cuidados, como transporte adequado, cartão de vacinação completo e atestado de saúde emitido pelo Médico Veterinário do animal. Já para transporte de animais para outros países, a burocracia se faz ainda maior.

CZI, Certificado Zoossanitário Internacional, é o documento emitido pela autoridade sanitária do país de origem do animal, para que o mesmo possa ser exportado. Esse documento tem como objetivo garantir o cumprimento das condições sanitárias exigidas para o trânsito internacional desses animais até o país de destino e só é validado quando emitido por um Fiscal Federal Agropecuário, com formação em Medicina Veterinária, da Vigilância Agropecuária Internacional – VIGIAGRO, do MAPA, no caso do Brasil, ou instituição similar em outros lugares.

Para se conseguir um CZI é necessária a apresentação dos seguintes documentos, lembrando que, originais:

  • Requerimento para fiscalização de animais de companhia: um formulário que deve ser preenchido corretamente em português, inglês ou espanhol;
  • Carteira de Vacinação: no cartão deve conter todas as vacinas necessárias ao animal, condizente com sua idade, sendo que todas elas devem conter juntamente ao selo o número do lote ou partida, data de fabricação, data de aplicação, carimbo com CRMV e assinatura do Médico Veterinário responsável. Além de constar obrigatoriamente, no caso do Brasil, a vacina anti-rábica em animas a partir de 3 meses de idade e todas as vacinas específicas regradas por cada país;

É importante ressaltar que a maioria dos países não aceita animais com menos de três meses, uma vez que, a vacina anti-rábica não é recomendada para animais com idade inferior a esta e os mesmos só começam a adiquir imunidade 30 dias após a primeira aplicação.

  • Atestado de saúde: como o cartão de vacina, o atestado deverá ser assinado por um Médico Veterinário, acompanhado por seu carimbo contendo seu número de registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), contendo no seguinte documento a identificação completa do animal (nome, espécie, sexo, idade, raça, data de nascimento, número de identificação ou microchip, quando exigidos, cor, pelagem, além do nome e dados pessoais do proprietário). O documento só terá validade dentro de três dias para a apresentação e confecção do CZI, ou seja, 72 horas.

Neste documento o veterinário atestará que o animal está em ótimo estado de saúde e isento de ectoparasitas.

Em caso de qualquer dúvida ou ausência de departamentos específicos para esse tipo de serviço, o MAPA deverá ser acionado.

Fonte: Agricultura

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

 

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •