Parâmetros vitais em animais domésticos: Como fazer a avaliação

  •   
  • 792
  •  
  •  
  •  

Saber verificar os parâmetros vitais em animais domésticos é pré-requisito, pois você médico veterinário lida com diversas espécies e cada uma com  sua particularidade. Assim, dominar este conhecimento específico te proporciona um diferencial no mercado. E mais, você se torna um profissional preparado para lidar com situações emergenciais e tomar decisões rápidas.  

Quando o assunto são os animais domésticos, o Brasil possui a 4° maior população do mundo. Além disso, os donos estão cada vez mais preocupados com o bem-estar dos animaizinhos. Afinal, são seus companheiros e na maioria das vezes ajuda as pessoas a enfrentarem momentos de solidão.

Para avaliar o estado de saúde, é preciso  que antes você conheça a fundo sobre os parâmetros vitais em animais domésticos. Assim, será possível orientar sobre as indicações corretas para cada caso. É sobre isso que falaremos ao longo deste artigo, acompanhe até o final!

Fatores observados nos parâmetros vitais em 

Os seres vivos das mais diferentes espécies possuem parâmetros vitais, são valores referenciais. Assim, é possível chegar a diferentes conclusões, pois estes exames conseguem trazer informações muito importantes para você médico veterinário.

Fazer a semiologia veterinária completa é um diferencial.

Os principais exames são:

– Temperatura corporal

– Taxa de oxigênio no sangue

– Frequência respiratória

– Frequência cardíaca

– Movimentos ruminais

– Avaliação do grau de desidratação

– Coloração de mucosas

Mas fique tranquilo, na continuação do artigo falaremos detalhadamente sobre alguns exames. Com isso, você médico veterinário estará ainda mais preparado.

Temperatura corporal

Dentre os parâmetros vitais em animais domésticos, a temperatura é considerada uma das mais importantes referências. Pois, ela traz ao médico veterinário o primeiro indício de que algo não está funcionando normalmente no sistema corporal do animal.

Aumentos de temperatura alertam sobre infecções. Inclusive dependendo do valor registrado é possível identificar o nível da infecção. Do mesmo modo, as diminuições de temperatura alertam sobre possíveis choques, como o hipovolêmico. Então, eles acontecem quando o volume sanguíneo do animal não é suficiente para transportar oxigênio até os seus tecidos e produzir calor.

Quando o assunto é temperatura corporal, é importante ressaltar que o exame deve ser feito por último. Isso, porque a realização da medição costuma levar o animal a uma situação de stress. Então, essa mudança de comportamento influencia diretamente nos outro parâmetros vitais.

Sobre os cães e gatos, para que as temperaturas sejam consideradas normais elas devem estar entre os seguintes intervalos:

Cães grandes: 37,4 – 39

Cães pequenos: 38,0 – 39

Gatos: 38 – 39

Frequência respiratória

Antes de qualquer manipulação do animal a frequência respiratória deve ser observada. Imagine uma situação de emergência em que o animal está tendo uma parada cardiorrespiratória. Você saberia agir rapidamente?  

Critérios como a idade do animal influenciam, animais jovens possuem uma RPM (por minuto) maior do que a de um animal adulto. Em situações de emergência com os pequeninos, você deve ser objetivo e eficiente. Analisar os parâmetros vitais em animais domésticos possibilita identificar as enfermidades no primeiro instante e impedir eles venham a óbito.

Avaliação do grau de desidratação

Neste tipo de avaliação vários fatores são levados em conta,dentre eles são verificados o tempo de preenchimento capilar e a capacidade da pele de voltar ao normal quando esticada. Além disso, o brilho dos olhos e das mucosas. Feitas estas observações, é definido um quadro com valores padrões entre 4% e 10% , nesse intervalo de valores fica definido o grau de desidratação, confira:

4 a 5% = discreta

6 a 8% = moderada

8 a 10% = intensa

Maior que 10% = choque/ morte

Frequência cardíaca

O último dos parâmetros vitais em animais domésticos que falaremos, porém não menos importante é a frequência cardíaca. Para a sua contagem, é indicada a utilização da auscultação cardíaca pela palpação da artéria femoral na parte interna da coxa.

O fato é que quando o assunto é a saúde dos animais, estar bem preparado para lidar em diferentes situações é fundamental. Então, é preciso que você médico veterinário esteja capacitado para tomar a decisão certa em diferentes situações.

Confira abaixo o super e-book gratuito que trouxemos para você:

Ultrassonografia veterinária

Agora vai uma super dica pra você, no curso de emergência e pronto atendimento em pequenos animais do CPT Cursos Presenciais, você, médico veterinário, aprenderá na prática como suprir as necessidades emergenciais em clínicas e hospitais veterinários.

Fonte: Saúde animal e CPT Cursos Presenciais

  • 792
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 27 de junho de 2019

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: