Controle de carrapatos em rebanhos leiteiros na Amazônia

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Importante ameaça à saúde de rebanhos leiteiros, os carrapatos encontram na Amazônia condições climáticas favoráveis e por isso seu controle deve ser diferenciado. A adoção de medidas integradas para controlar a infestação do parasita é uma novidade desenvolvida pela Embrapa Rondônia (Porto Velho/RO) que reduz a frequência de aplicações de pesticidas e favorece em quantidade e qualidade o leite produzido. A tecnologia foi desenvolvida para os estados do Acre, Amazonas e especialmente Rondônia, maior produtor de leite da Região Norte do país.

No Prosa Rural desta semana, o pesquisador Fábio da Silva Barbieri explica o funcionamento desta tecnologia. O sistema consiste, primeiramente, em separar vacas em lactação do restante do rebanho. As duas categorias vão receber tratamento diferenciado e exercer funções distintas no combate aos carrapatos.

Vacas em lactação recebem tratamento com carrapaticidas cuja atividade é de curta duração, para não comprometer a produção de leite com resíduos químicos. O restante do rebanho recebe tratamento com bases que agem por até 28 dias.

Esses últimos animais vão exercer um importante papel no sistema: aspirar da pastagem larvas de carrapatos. Funcionam como iscas. Após a saída dos animais, a pastagem é roçada e interditada por pelo menos três meses. A incidência direta da luz do sol na área roçada mata ovos e larvas de carrapatos que eventualmente permaneceram no que restou de pastagem.

O terceiro componente do controle integrado é o pastejo rotacionado. Seguindo o mesmo princípio do roço, o período de descanso associado à menor altura das gramíneas favorece o controle dos carrapatos. Dessa forma, é possível manter sempre uma baixa infestação tanto no rebanho quanto no pasto, favorecendo a saúde dos animais e reduzindo a frequência de uso de carrapaticidas.

Saiba mais sobre como fazer o controle de carrapatos em rebanhos leiteiros na Amazônia ouvindo o Prosa Rural, programa de rádio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Fonte: EMBRAPA

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

Conheça o Curso de Adminsitração Técnica e Econômica da Atividade Leiteira

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 28 de abril de 2011