Cuidados odontológicos em cães

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os cuidados odontológicos com os cães garantem qualidade e muitos anos de vida. O cão filhote tem 28 dentes de leite que começam a cari quando o animal completa 3 meses de vida. Logo após os dentes de leite caírem, nascem os definitivos que estarão alocados por volta de 7 meses de vida.

A escovação dos dentes, desde o início, ou seja, ainda com o animal filhote evita o hálito ruim, o acúmulo de placa bacteriana e o tártaro. Além de evitar doenças em outros órgãos, que se assemelham aos problemas dentários.

A falta de cuidados com os dentes dos cães podem causar gengivite que é a inflamação das gengivas, posteriormente podendo se transformar em periodontite. Dentre os sintomas observados estão o sangramento e vermelhidão da gengiva, desconforto, dor e dificuldade para mastigar.

A periodontite é uma moléstia grave, tendo em vista que, se espalha pelos tecidos e ossos em que as raízes dos dentes se prendem, podendo levar a perda dos dentes. Já o tártaro, quando não tratado, pode se espalhar por outras partes do corpo, como coração, fígado, rins, trato intestinal e articulações.

Os dentes dos animais devem ser escovados todos os dias, podendo o dono seguir alguns passos, como: escolha de um lugar tranquilo; acostumar o animal com a escova e com o creme dental; escovar primeiro os dentes da frente e quando o animal se acostumar, escovar os da parte de trás; não fazer força contra a boca do animal; entre outros.

Fonte: Clinica espaço animal

Aprenda a diagnosticar corrigir as principais afecções orais.

Quais os materiais necessarios para realizar o tratamento odontológicos para cães.

Saiba mais como são os procedimentos no tratamento odontológicos para cães.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 11 de fevereiro de 2015

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: