Doença cardíaca em cães e gatos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quando os cães e gatos chegam à velhice, estão mais sujeitos a tosse e cansaço. As doenças cardíacas e respiratórias são as principais doenças causadoras de tosse e intolerância ao exercício. Cães portadores da doença cardíaca severa podem apresentar redução de apetite, e com isso, diminuição do peso corporal. Outros sinais da doença cardíaca são, língua arroxeada ou azulada, desmaios ou tonteira, distúrbios no crescimento em filhotes e no desempenho de cães atletas.

A cardiologia visa o diagnóstico, o tratamento e a prevenção de doenças do coração e do sistema circulatório. As doenças cardíacas são comuns na rotina da clínica de pequenos animais, podem ser congênitas ou adquiridas mas, quando diagnosticadas e tratadas corretamente, permite uma excelente qualidade de vida ao animal.

Nos cães idosos, as cardiopatias são geralmente causadas por alterações nas válvulas cardíacas ou por alterações no miocárdio. As principais cardiopatias são a, insuficiência valvular, cardiomiopatia dilatada, cardiomiopatia hipertrófica. Algumas raças de cães são mais propensas a determinados problemas cardíacos que outras.

Os cães ou gatos devem ser avaliados pelo médico veterinário periodicamente, mesmo que não apresentem sintomas de doença específica. Porque, muitos distúrbios cardíacos evoluem de forma silenciosa e o exame clínico de rotina é útil no seu diagnóstico precoce. Se o animal apresentar sinais de doença cardíaca, deverá ser encaminhado à avaliação cardiológica para diagnóstico da lesão e a escolha um tratamento adequado.

Fonte: CPT Cursos Presenciais

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Cardiologia em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 18 de março de 2013