Gestação Bovina: Qual a melhor técnica de diagnóstico?

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Gestação bovina

O diagnóstico de gestação bovina, tem como objetivo determinar a existência e duração da gestação. É uma das partes mais importantes do manejo reprodutivo. 

Ele deve ser realizado com precocidade, depois da estação de monta. Já que, quanto antes a prenhez for identificada maiores são as chances de minimizar os custos de produção. Com o diagnóstico de gestação em bovinos precoce é possível manejar melhor o rebanho com planejamento de alocação correta, nutrição balanceada para ganhar eficiência reprodutiva.

A área da reprodução bovina chama atenção de muitos médicos veterinários pelo fato de ser bastante lucrativa. Você médico veterinário quer saber mais sobre as técnicas de diagnóstico de gestação bovina? Então, continue lendo esse artigo!

Palpação retal como método do diagnóstico de gestação bovina

O diagnóstico de gestação bovina por palpação retal, conhecida como toque, é a primeira etapa de aprendizagem e requisito básico para todo veterinário que almeja trabalhar na área da reprodução bovina. 

A palpação retal é um dos exames mais tradicionais e de baixo custo para fornecer informações sobre a condição reprodutiva do animal. Além disso, também é utilizada para diagnosticar a gestação.

Antes de se iniciar o exame é recomendável fazer a inspeção da vulva, ao redor da glândula mamária. Pois, podem apresentar sinais de prenhez, que auxiliam na confirmação do diagnóstico. A palpação deve ser realizada pelo médico veterinário,  o animal deve ser contido no tronco, e o profissional deve utilizar os materiais adequados.

Por isso, é fundamental um treinamento prático e intensivo para o desenvolvimento da habilidade de palpar os órgãos e distinguir as possíveis alterações. Para posteriormente, relacioná-las às patologias reprodutivas e modificações uterinas decorrentes de gestação.

Com a palpação retal é possível obter:

  • Assistência obstétrica;
  • Estimativa da idade fetal;
  • Avaliação da fase do ciclo estral;
  • Averiguar as causas de infertilidade;
  • Diagnosticar patologias uterinas e ovarianas;
  • Realizar a verificação da saúde interna do animal.

Dado que, outras biotécnicas reprodutivas como Inseminação Artificial em Tempo Fixo , ultrassonografia, transferência de embriões e aspiração folicular para fertilização in vitro, dependem da palpação. Então, é importante lembrar que se você, médico veterinário, deseja atuar com reprodução bovina precisa dominar a palpação retal.

Hoje, para um diagnóstico precoce e preciso da prenhez da vaca, além da palpação retal, a técnica da ultrassonografia também é muito utilizada. Portanto, veja mais sobre o assunto no tópico a seguir.

Ultrassonografia

A  ultrassonografia é caracterizada como uma técnica moderna, precisa e não invasiva, que não provoca modificações biológicas. Ou seja, não coloca em risco a saúde dos  animais examinados nem quem está examinando. A sua utilização para o diagnóstico de gestação em bovinos está cada vez mais difundida. 

Ela tem diversas aplicações na examinação do aparelho reprodutor. Além do acompanhamento gestacional, é possível:

  • Desenvolvimento folicular e do feto;
  • Confirmação da viabilidade fetal;
  • Determinação do número de fetos;
  • Identificação so sexo do feto, conhecido como, sexagem fetal;
  • Avaliações reprodutivas de forma rápida;
  • Diagnóstico precoce da gestação entre o 19º e 21º dia pós-fecundação com auxílio do método do doppler.

Assim, como na palpação retal, no método de diagnóstico gestacional com o uso da ultrassonografia, a fêmea precisa estar contida no tronco, para  evitar acidentes. Oferecendo segurança ao examinador, ao equipamento utilizado e também ao animal. A ultrassonografia é feita pelo modo transretal, utilizando o transdutor linear que  deve estar coberto com uma espécie de camisinha específica para o caso. Além disso, é importante utilizar , colocar o gel que permite uma imagem de melhor qualidade.

De modo geral, as vantagens oferecidas pelo método de ultrassonografia, são: 

  • Melhor controle das técnicas de fertilização;
  • Facilidade na tomada de decisões que interferem no índice de produtividade; 
  • Facilita o manejo; 
  • Previne contra gastos desnecessários; 
  • Possibilita uma avaliação mais rápida da eficiência dos programas de indução e sincronização de cio utilizados na propriedade. 

Palpação X Ultrassonografia

A diferença entre fazer o diagnóstico por palpação retal e ultrassonografia é que o ultrassom possibilita:

  • Mais informações como viabilidade fetal; 
  • Visualização de alteração de útero; 
  • Diagnóstico superprecoce;
  • Permite diferenciar o conteúdo uterino para diagnosticar processos infecciosos. Ou seja, possibilita o diagnóstico mais preciso da prenhez e da condição da vaca. 

Além de possuir o ultrassom, é necessário ser realmente capacitado para manuseá-lo. Assim, conseguir interpretar corretamente as imagens geradas na tela, fazer o manuseio dos aparelhos de forma apropriada e então tomar as decisões corretas.

E, para você, que quer dominar a técnica da ultrassonografia e ser um expert na área, temos uma dica especial. Clique no banner abaixo e confira!

Fonte: CPT Cursos Presenciais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 25 de setembro de 2019

Artigos Relacionados com Bovinos: