Oncologia veterinária: entenda mais sobre esta importante área!

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A oncologia veterinária é a especialidade que cuida e realiza o tratamento do câncer ou neoplasia maligna nos animais. Assim como em seres humanos, os pets também estão sujeitos a desenvolver a doença. Aliás, o câncer é considerado a segunda maior causa de mortes em animais domésticos. É uma condição bastante imprevisível, o que dificulta a adoção de medidas preventivas.

As neoplasias são causadas pelo acúmulo progressivo no genoma celular, o que induz a ruptura dos mecanismos homeostáticos. Estes, são responsáveis por regular o crescimento, a diferenciação e a morte das células. A oncologia é uma especialidade com grande destaque na medicina veterinária. Muitos estudos têm sido feitos com o objetivo de identificar maneiras de melhorar a qualidade de vida dos pets e aumentar cada vez mais as chances de cura.

Fatores relacionados à doença

Sabemos que a população de pets cresceu muito e eles estão cada vez mais presentes nos lares. Além disso, as melhores condições em que vivem proporcionou um aumento da expectativa de vida. Sendo este, considerado um dos principais motivos que tem levado ao surgimento de tumores nos pets. As chances de desenvolver algum tipo de câncer aumentam conforme os animais ficam mais velhos.

Existem outros fatores que podem ocasionar a doença, em grande parte dos casos, os motivos de seu surgimento são:

  • Genética;
  • Diversos tipos de mutações sofridas;
  • Animais já debilitados por alguma outra patologia.

Outro fator desencadeador da doença é a exposição intensa dos animais a elementos externos como sol e produtos químicos diversos. Desta forma, é importante que os tutores mantenham os pets afastados dessas condições. Além disso, realizar a castração tanto nos machos quanto nas fêmeas é uma excelente medida preventiva.

Tipos de câncer mais comuns em pequenos animais

Este tipo de doença pode surgir em qualquer região do corpo do animal, porém, os tumores da mama são os mais observados. O diagnóstico é fácil pois, trata-se de nódulos nas glândulas mamárias. E mais, pode estar relacionado ao fato do animal não ser castrado, ou ter passado pelo procedimento tardiamente.

Os tumores cutâneos manifestam-se internamente ou na pele, eles são bem mais comuns em animais despigmentados. Já o câncer de pele, também corriqueiro, é desencadeado em função da exposição frequente ao sol em cães e gatos com pouca melanina e pelagem clara.

Dentro dos principais tumores, não podemos deixar de fora os hematopoiéticos, que atingem as células formadoras de tecido sanguíneo, gerando linfomas e leucemias nos animais.

Ultrassonografia veterinária

Sinais característicos

Cada tipo de câncer pode se manifestar de forma diferente, no entanto entre os principais sinais podemos destacar:

  • Apatia;
  • Manchas;
  • Diarreia e vômitos;
  • Aumento da massa abdominal;
  • Perda de peso sem motivo aparente;
  • Dificuldade para respirar, comer e engolir;
  • Nódulos aparentes e relativamente palpáveis;
  • Sangramentos espontâneos nas fezes, urina ou outros orifícios do animal.

Importância da ultrassonografia e da radiografia

Hoje em dia já é possível identificar com grande exatidão a presença e localização de tumores nos pets. Os exames de imagem, são importantes aliados da oncologia veterinária e são constituídos por:

  • Radiografia;
  • Cintilografia;
  • Endoscopia;
  • Ultrassonografia;
  • Ressonância magnética.

A ultrassonografia é um dos exames mais empregados, pois facilita não só a identificação de tumores, como a do órgão exato que foi afetado. Além disso, trata-se de uma técnica não invasiva e que na maioria dos casos é aplicada sem a necessidade de conter o animal quimicamente.

A radiografia é uma importante aliada para determinar o estágio em que a doença se encontra. Fornece uma visão geral do processo, incluindo a presença de metástases e o tamanho do tumor primário. Além disso, por meio da análise dos exames radiográficos é possível acompanhar os resultados da terapia instituída.

Realização do tratamento

Dentro da oncologia veterinária existem duas formas principais de tratamento, o curativo e o paliativo. O primeiro consiste na realização da cirurgia para retirar o tumor e tratamentos alternativos como a quimioterapia, eletroquimioterapia e a radioterapia. Além disso, existe outra maneira de tratamento conhecida como crioterapia. Trata-se da utilização do frio extremo como forma de terapia.

O paliativo é uma abordagem para tratamento crônico da doença. Ou seja, para tumores que já se encontram em um estágio mais avançado. Neste tipo de tratamento, não há possibilidade de cura .Então, apenas são aplicados cuidados com animal para aliviar seu sofrimento.

Viu só como a oncologia veterinária possui papel importante? A escolha dos métodos para o diagnóstico e tratamento correto é fundamental. Dessa forma, a qualificação do médico veterinário é extremamente importante.

Fonte: Cachorro e gato, UFSM e Droga Vet

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 28 de junho de 2019

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: