Saiba mais sobre os tumores mamários em cadelas

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Tumores mamários em cadelas

Há vários tipos de tumores mamários em cadelas, a identificação deve ser feita através de biópsia e análise histopatológica, independentemente de o tumor ser maligno ou benigno. O risco de uma cadela vir a desenvolver tumores mamários malignos depende se o animal é esterilizado (castrado) e da altura em que foi o procedimento.

O aparecimento da doença está relacionado com a produção de hormônios femininos, como o estrógeno e a progesterona. Além disso, em cadelas, o risco de desenvolvimento do tumor mamário está relacionado com o número de ciclos estrais. Já em gatas, esse risco aumenta em até sete vezes, em fêmeas inteiras, comparadas com fêmeas castradas, na puberdade.

A eliminação ou redução de hormônios como os estrogênios, progesterona ou similares contribuem para a redução do aparecimento deste tipo de tumor. Leia este artigo até o final e entenda melhor sobre o assunto!

Quais os sinais característicos?

Os tumores mamários em cadelas podem aparecer como massas duras ou inchaços múltiplos. Então, quando começam a se desenvolver, são facilmente detectados ao apalparmos gentilmente as glândulas mamárias. No início sentem-se como pequenos grãos de areia, logo debaixo da pele.

Podem crescer rapidamente num curto período de tempo, chegando a duplicar de tamanho em cerca de um mês. E mais, embora possam aparecer em qualquer das cinco glândulas mamárias, os tumores ocorrem mais frequentemente na 4ª e 5ª glândula, as duas últimas, de ambos os lados.

Os tumores malignos crescem rápido, tem uma forma irregular, e estão firmemente aderidos à pele ou ao músculo. Além disso, podem sangrar ou ulcerar/rebentar. Ao contrário dos benignos que são pequenos e crescem lentamente.

A biópsia ou a remoção total do tumor, e posterior envio para análise, são sempre necessários para saber se um tumor é maligno ou benigno. Os tumores mais agressivos podem espalhar-se para os gânglios e/ou para os pulmões.

Tratamento para tumores mamários em cadelas

Remoção cirúrgica!

Sempre que encontrar uma massa na mama da sua cadela, a remoção cirúrgica é o tratamento recomendado. A não ser que ela tenha uma idade muito avançada, e sofra de uma patologia que aumente os riscos anestésicos.

Se a cirurgia for realizada precocemente, no início do desenvolvimento da doença, os tumores podem ser totalmente eliminado em 50% dos caso, mesmo sendo malignos. Na maioria das situações, é recomendável a extração de toda a cadeia mamária, para evitar recidivas.

Ao contrário do que acontece nos humanos, a mastectomia total implica apenas uma incisão na pele para extração das glândulas mamárias e dos gânglios. Assim, não afeta os músculos, e torna a recuperação bastante tranquila.

Como prevenir os tumores mamários em cadelas

Cadelas que são esterilizadas antes do primeiro cio têm poucas chances de desenvolver tumores mamários. As que forem castradas depois do primeiro cio, mas antes dos 2 anos e meio terão mais risco. Porém, a incidência ainda é menor quando comparada as que não foram submetidas ao procedimento.

Esterilizar as cadelas antes do primeiro cio, será uma das melhores prevenções que os donos podem fazer para assegurar o não desenvolvimento dos tumores mamários.

Os tumores mamários em cadelas são bastante frequentes e podem ser tratados com sucesso se forem detectados precocemente. Um importante aliado do médico veterinário ao longo do processo de investigação é a ultrassonografia veterinária.

Se você busca por conhecimento prático na área de pequenos animais não deixe conferir a super dica abaixo!

Tumores mamários em cadelas

Fonte: Cachorro e gato 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 12 de agosto de 2019

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: