Saiba mais sobre o câncer de mama em cadelas

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Dentro das principais neoplasias que afetam as fêmeas de pequenos animais, o câncer de mama em cadelas é uma das mais comuns. Há vários tipos de tumores mamários que podem se desenvolver nesses animais, dessa forma a identificação deve ser feita por meio de biópsia e análise histopatológica. Esse procedimento deve ser realizado independentemente de o tumor ser maligno ou benigno. Assim, o risco de uma cadela vir a desenvolver tumores mamários malignos depende se o animal é esterilizado (castrado) e da altura em que foi o procedimento.

O aparecimento da doença está relacionado com a produção de hormônios femininos, como o estrógeno e a progesterona. Além disso, o risco de desenvolvimento do câncer de mama em cadelas está relacionado com o número de ciclos estrais. Comparativamente, em gatas, esse risco aumenta em até sete vezes, em fêmeas inteiras, comparadas com fêmeas castradas, na puberdade.

Dessa forma, a eliminação ou redução de hormônios como os estrogênios, progesterona ou similares contribuem para a redução do aparecimento deste tipo de câncer. Nesse artigo você vai encontrar informações importantes sobre o câncer de mama em cadelas, seus principais sinais, tratamentos e métodos de prevenção. Confira!

Sinais característicos do câncer de mama em cadelas

Para entender como diagnosticar, tratar e prevenir o câncer de mama em cadelas, é preciso conhecer seus sinais. Assim, primeiramente, os tumores mamários podem aparecer como massas duras ou inchaços múltiplos na região das glândulas mamárias. Então, quando começam a se desenvolver, são facilmente detectados quando apalpamos gentilmente as glândulas mamárias. No início, esses tumores assemelham-se à sensação de pequenos grãos de areia, logo debaixo da pele.

O câncer de mama em cadelas pode se desenvolver rapidamente num curto período de tempo, com o tumor podendo duplicar de tamanho em cerca de um mês. Um ponto importante é que, embora possam aparecer em qualquer das cinco glândulas mamárias, os tumores ocorrem mais frequentemente na 4ª e 5ª glândula, as duas últimas, de ambos os lados.

Um ponto a se observar é que, tumores malignos crescem rápido, tem uma forma irregular, e estão firmemente aderidos à pele ou ao músculo. Além disso, podem sangrar ou ulcerar. Por outro lado, os benignos são pequenos e crescem lentamente.

A biópsia ou a remoção total do tumor, e posterior envio para análise, são sempre necessários para saber se um tumor é maligno ou benigno. Esses procedimentos são importantes pois os tumores mais agressivos podem espalhar-se para os gânglios, podendo chegar até os pulmões.

Métodos de diagnóstico desse tipo de câncer

Quando se trata do câncer de mama em cadelas, o primeiro passo para o tratamento correto é o diagnóstico. É importante que o médico veterinário realize um exame de palpação da região, para identificar os nódulos presentes. A partir daí, é importante que seja feita uma análise do histórico do animal e exames de imagem sejam solicitados.

Para um diagnóstico mais conclusivo, exames como tomografia computadorizada, radiografias de tórax e ultrassonografia do abdômen são os principais recursos utilizados. Pensando nisso, a ultrassonografia veterinária é o exame mais rápido e de melhor custo benefício a ser realizado nesse tipo de diagnóstico.

Com a realização do exame de ultrassom, é possível analisar de forma mais clara o câncer de mama em cadelas. Aqui é possível verificar se há presença de metástase do câncer, ou seja, com esse exame é possível verificar a extensão da doença e se ela está se espalhando no organismo do animal.

Ainda, com o uso de aparelhos com efeito doppler, é possível realizar o diagnóstico em estágio ainda mais precoce. Como a função permite uma análise vascular, o exame do fluxo sanguíneo em determinadas regiões, permite realizar esse diagnóstico em estágio ainda mais inicial.

Tratamentos recomendados para o câncer de mama em cadelas 

Como existem diferentes tipos de tumores, o câncer de mama em cadelas requer um diagnóstico preciso e precoce para que seja tratado de forma eficiente. Assim, a primeira medida tomada pelo médico veterinário é a remoção cirúrgica do tumor. Sempre que encontrar uma massa na mama da sua cadela, a remoção cirúrgica é o tratamento recomendado. A não ser que a cadela tenha uma idade muito avançada, ou sofra de uma patologia que aumente os riscos anestésicos.

Se a cirurgia for realizada precocemente, no início do desenvolvimento da doença, os tumores podem ser totalmente eliminado em 50% dos caso, mesmo sendo malignos. Na maioria das situações, é recomendável a extração de toda a cadeia mamária, para evitar recidivas.

Ao contrário do que acontece nos humanos, a mastectomia total implica apenas uma incisão na pele para extração das glândulas mamárias e dos gânglios. Assim, não afeta os músculos, e torna a recuperação bastante tranquila.

Como prevenir o câncer de mama em cadelas

Uma forma de prevenção do câncer de mama em cadelas é a castração. Isso porque, cadelas que são esterilizadas antes do primeiro cio têm poucas chances de desenvolver tumores mamários. Para animais castradas depois do primeiro cio, mas antes dos 2 anos e meio,  existe mais risco de ocorrência do câncer. Apesar disso, a incidência ainda é menor quando comparada as que não foram submetidas ao procedimento.

Desse modo, realizar a castração antes do primeiro cio, será uma das melhores prevenções que os donos podem fazer para assegurar o não desenvolvimento do câncer de mama em cadelas. Os tumores mamários são bastante frequentes nesses animais e podem ser tratados com sucesso se forem detectados precocemente. Um importante aliado do médico veterinário ao longo do processo, como pontuamos anteriormente, é a ultrassonografia veterinária.

Portanto, fica claro que a melhor prevenção e o melhor tratamento partem de um acompanhamento do animal com um veterinário experiente, que tenha prática em realizar varreduras abdominais. Isso porque, o diagnóstico preciso e precoce permite uma solução mais eficiente do problema, causando menor dano à saúde do animal.

Quer aprender e aprimorar suas técnicas de varredura abdominal com ultrassonografia veterinária, realizando diagnósticos precisos de câncer de mama em cadelas? CLIQUE AQUI e saiba como!

Fonte: Shop Veterinário e CachorroGato

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 15 de maio de 2020

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: