Caracterização da coccidiose bovina

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A coccidiose é também conhecida como eimeriose bovina. A doença écausada por protozoários do gênero Eimeria que compromete a absorção de água e nutrientes pelas células epiteliais do intestino.

A coccidiose é dividida em dois tipos a clínica e subclínica. Na primeira há os animais acometidos apresentam de diarreia de cor negra com presença de muco, estrias de sangue e coágulos, além do mau cheiro. A diarreia pode permanecer por mais de cinco dias, os animais apresentam apatia, perca de apetite, andam de forma cambaleante e ficam desidratados em decorrência da diarreia.

Já o segundo tipo de coccidiose não apresenta sinais claros, dessa forma escondem-se os maiores prejuízos. Nesse tipo a doença pode ser confundida com outras enfermidades crônicas, como a verminose, desnutrição energética e proteica e deficiência de minerais.

Para controlar a coccidiose é preciso garantir a imunidade e oferecer aos animais nascidoso colostro e adotar estratégias de quimioprofilaxia como: manter o piquete maternidade limpo; evitar acúmulo de esterco; dividir os animais em lotes por faixa etária; utilizar para os bezerros piquetes com gramíneas de crescimento mais baixo, evitando o sombreamento excessivo.

E ainda, os piquetes devem se localizar em áreas mais drenadas e os animais doentes precisam ser separados do restante do lote até a recuperação, manter boas condições de higiene das instalações, dos cochos de alimentos e de água e realizar exames de fezes rotineiros assim, é possível monitorar a presença da doença.

 

Fonte: Revista Mundo do Leite

 

Saiba mais sobre contenção de bovinos para exame clínico.

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 11 de março de 2015

Artigos Relacionados com Bovinos: