Cirurgia de castração: quais os cuidados pré e pós-operatórios

Cirurgia de castração

A cirurgia de castração em pequenos animais é um procedimento bastante comum no Brasil. Ele apresenta muitos benefícios ao animal, como redução do risco de doenças, maior tranquilidade com impulsos sexuais, ajuda no controle populacional, entre outras vantagens. 

Entretanto, a castração gera muitas dúvidas e até mesmo medo por parte dos tutores. Por isso, o bom profissional deve estar sempre preparado para orientar sobre os cuidados no pré e no pós-operatório. 

Para te ajudar a entender melhor, preparamos este artigo com tudo o que você precisa saber sobre a cirurgia de castração em cães e gatos. Veja mais!

Como a cirurgia de castração é feita?

A cirurgia de castração deve ser feita apenas por médicos veterinários capacitados. No caso das fêmeas ela tem como objetivo a prevenção, pois serve para evitar a procriação e algumas doenças. Já para os machos, é mais usada para resolver problemas que já existem, ou seja, é uma medida curativa.

O mais recomendável é castrar antes do primeiro cio para, assim, evitar problemas futuros. Isso não quer dizer que a castração após esse período seja contra-indicada.

Todavia, a técnica não é a mesma usada para gatos e cães e nem para machos e fêmeas. A cirurgia no macho costuma ser mais simples e rápida, pois consiste em retirar os testículos. Já nas fêmeas, é preciso retirar os ovários e útero por meio de uma incisão no abdômen que geralmente é feita próxima ao umbigo.

Outro ponto importante é que o procedimento requer um anestesista, já que ele exige sedação. O profissional tem ainda a função de acompanhar os sinais vitais durante todo o tempo. 

Castração com técnica de gancho

Entre as técnicas para castrar um animal, a técnica de gancho vem ganhando cada vez mais destaque na medicina veterinária por ter um menor tempo cirúrgico e uma recuperação mais rápida. 

Neste tipo de castração, a miniceliotomia (1 a 3 cm) é realizada com o auxílio com gancho de Snook, por isso o nome. A incisão com gancho é feita de modo semelhante à técnica convencional. Porém, nas cadelas inicia-se cerca de um centímetro caudal à cicatriz umbilical. 

Nas gatas, a incisão deve ser no ponto central entre o umbigo e púbis a fim de facilitar o acesso ao corpo uterino. Já em machos a castração com o uso da técnica é realizada removendo o cordão espermático.

De fato, todo procedimento cirúrgico envolve riscos, mas com os cuidados adequados no pré e no pós-operatório é possível garantir o máximo possível de segurança e bem estar dos pequenos animais. 

Principais recomendações no pré e pós-operatórios da castração

Visto que você irá realizar uma cirurgia de castração, é necessário ter conhecimento para passar as recomendações corretas ao tutor do animal. Primeiramente, deve ser feita uma avaliação clínica criteriosa do animal, onde serão feitos exames laboratoriais, clínicos e uma análise da condição cardíaca. Além de verificar como está sua saúde, fatores como idade e raça também devem ser levados em conta. 

Se os resultados estiverem dentro dos padrões indicados, quer dizer que o cão ou gato está apto para a operação. O médico veterinário deve solicitar um jejum de comida e água, normalmente de 12 horas, e ainda precisará realizar uma nova consulta no dia da castração para certificar se ele pode ser anestesiado com segurança. 

Após a cirurgia de castração também é recomendado alguns cuidados para garantir uma boa recuperação:

  • O animal precisa usar um colar elizabetano (cone ao redor da cabeça) ou roupa cirúrgica para evitar que se coce, lamba ou morda o local da incisão;
  • É comum que o animal não sinta fome ou apresente um comportamento diferente, com sonolência ou incontinência urinária nas primeiras horas pós-cirúrgicas. Entretanto, os sintomas não devem persistir;
  • O tutor deve estar atento quanto ao repouso do animal. É preciso evitar grandes esforços e reduzir os passeios, principalmente nos cinco primeiros dias, mesmo que o animal pareça estar disposto.

Agora que já sabe mais sobre o tema, por que não aprender na prática a realizar a cirurgia? Somente com o Curso de Castração com Técnica do Gancho em Pequenos Animais você se torna especialista no procedimento e garante segurança e precisão ao paciente! 

Fontes: CPT Cursos Presenciais, Emporio das Patas, Veja. 



Atualizado em: 31 de março de 2022

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: