Eletrocardiograma veterinário: entenda mais sobre este exame

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Eletrocardiograma veterinário entenda mais sobre este exame

A cardiologia veterinária atua no tratamento de doenças e disfunções relacionadas com o sistema cardiovascular dos animais. Essa é uma área que vem sendo cada vez mais procurada por médicos veterinários, principalmente pela importância das estruturas atingidas. Pensando nisso, alguns exames surgem para dar assistência aos diagnósticos, como o eletrocardiograma veterinário.

O eletrocardiograma veterinário (ECG) é um procedimento de grande importância, bastante utilizado nas clínicas veterinárias mais modernas de todo o mundo. Este exame tem como objetivo avaliar as condições cardíacas do animal, sendo imprescindível para para quem deseja atuar nesse segmento.

Neste artigo vamos te apresentar o ECG e as situações quando ele é indicado. Confira!

O que é o eletrocardiograma veterinário?

O eletrocardiograma veterinário é um exame não invasivo fundamental dentro da cardiologia veterinária. Assim como ocorre em humanos, a técnica consiste na colocação de eletrodos em determinadas partes do corpo, de modo que possam fornecer informações precisas e detalhadas sobre o órgão. Esse tipo de exame tem se tornado cada vez mais frequente em hospitais, clínicas e centros de diagnóstico veterinários. 

Ao contrário de outros exames, o eletrocardiograma veterinário não necessita de preparo prévio no paciente para ser realizado. Isso representa uma vantagem pois significa que esse exame pode ser realizado no paciente a qualquer hora que o médico veterinário julgar necessário. No entanto, é preciso que o paciente permaneça quieto, pois agitações podem alterar o resultado do exame.

Assim, para a realizar o ECG, os eletrodos são fixados em cerca de 6 pontos específicos do animal, sendo que a interpretação dos sinais dependerá da preparação e conhecimento do profissional. É por meio desses eletrodos que o veterinário realize uma análise profunda da atividade elétrica cardíaca dos animais

Quando o eletrocardiograma veterinário é indicado?

Agora que já entendemos o que é o eletrocardiograma veterinário, é importante reconhecer as situações quando ele é indicado. Como o intuito da realização do ECG é a avaliação da frequência e o ritmo cardíaco dos pacientes, ele pode ser utilizado em uma gama de situações por cardiologistas veterinários. Pensando nisso, esse exame pode ser utilizado em análises de outros aspectos cardíacos do paciente, e é indispensável numa avaliação de pré-operatório.

O eletrocardiograma veterinário também tem papel importante quando há possibilidade de arritmia cardíaca nos pacientes. O veterinário pode solicitar o ECG para esses casos em situações onde o animal apresenta:

  • Cansaço com muita facilidade;
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Desmaios;
  • Língua com aparência azul-arroxeada;
  • Dificuldade para respirar.

Esses sintomas listados, vale ressaltar, são relacionada à suspeita de arritmia. Ou seja, ainda existem muitas outras situações onde o eletrocardiograma veterinário é indicado que não estão, necessariamente, ligadas à arritmia. Assim, existem outras condições que fazem o ECG ser solicitado. São elas:

  • Episódios convulsivos e síncopes;
  • Disfunções eletrolíticas;
  • Avaliação de efeitos de fármacos cardíacos digitálicos;
  • Exames pré-cirúrgicos;
  • Monitoração de frequência cardíaca de animais cardiopatas;
  • Avaliação de rotina do estado de saúde, principalmente de animais acima de 6 anos;
  • Monitoração em caso de patologias que afetam o coração dos animais;
  • Controle e manutenção de tratamentos;
  • Acompanhamentos de animais cardiopatas.

Importância da capacitação

Com isso, fica claro o quão importante é o eletrocardiograma veterinário no cenário da cardiologia veterinária. Apesar de ser um exame cada vez mais difundido, ainda é perceptível a falta de profissionais capacitados para realizar o ECG da maneira correta. Portanto, o médico veterinário cardiologista tem espaço para expandir sua atuação, agregando valor à sua consulta com o eletrocardiograma. 

Por fim, é importante ressaltar que, para um exame fornecer as informações corretas e orientar um bom diagnóstico é preciso experiência prática por parte do médico operador. Se você quer conquistar a experiência que precisa para realizar da maneira correta o eletrocardiograma veterinário: CLIQUE AQUI e não perca essa oportunidade!

Fonte: CPT Cursos Presenciais e CachorroGato

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 24 de agosto de 2020

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: