Entre os animais a incidência de câncer de mama é maior em cães e gatos

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Durante o mês de outubro acontece um movimento popular internacionalmente, conhecido como “Outubro Rosa” comemorado em todo o mundo, que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

Geralmente monumentos do mundo inteiro, durante o mês, são iluminados com a cor rosa, simbolizando a luta contra a doença em seres humanos. Muitos animais passam pelo mesmo problema e também sofrem com o tumor nas mamárias (neoplasias).

Os animais de estimação estão vivendo mais, comendo rações com conservantes e, também, estão expostos à poluição do meio ambiente. A soma desses fatores segundo os veterinários acaba contribuindo e deixando os animais mais sujeitos a desenvolverem neoplasias.

Qualquer animal pode desenvolver a doença, mas os tumores mamários são mais comuns em cães e gatos. Nos gatos, a maior parte dos tumores são malignos e altamente agressivos.

Nos cães o tumor da mama é o segundo mais comum, sendo a incidência maior nas cadelas. Geralmente acomete animais mais velhos (com cerca de 10 anos de idade), de preferência em animais que possuem todo o seu aparelho reprodutivo (inteiros) e animais que foram castrados após numerosos cios.  O fator raça não influência.

Segundo o médico veterinário, Bruno Baetas, que trabalha no Hospital Veterinário da cidade de Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro, desde o início de 2012, cerca de 70 animais com tumores de mama foram atendidos no local. Somente no mês de outubro sete novos casos foram registrados.

A castração dos animais com até um ano de idade, preferencialmente antes do primeiro cio é uma forma de prevenção dos tumores de mama. Não utilizar anticoncepcionais e utilizar dietas balanceadas também estão entre as dicas do veterinário Bruno Baetas.

Ainda de acordo com veterinário os tumores podem ser classificados em benignos e malignos. Os tumores malignos são mais agressivos e fazem metástases (quando células tumorais ganham a corrente sanguínea ou linfática e se desenvolvem em outros órgãos) no caso dos tumores de mama o principal sítio é o pulmão.

Em relação ao tratamento dos tumores de mama, o recomendado é cirúrgico, ou seja, a extração cirúrgica das mamas. Outra modalidade terapêutica é a quimioterapia pré ou pós-cirúrgica e a utilização de alguns medicamentos anti-inflamatórios.

Fonte: G1

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Cirurgias em Pequenos Animais

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •