Estação de monta equina: o básico para ter sucesso!

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
Estação de monta equina: o básico para ter sucesso!
foto: CPT Cursos Presenciais

Se preparar para a estação de monta equina é fundamental para todos os proprietários, criadores e veterinários que atuam nesse segmento. Ter um planejamento bem elaborado, com definição de técnicas e acompanhamento das matrizes e dos garanhões, são alguns dos passos para ter sucesso. Tal procedimento gera muitos benefícios, já que isso facilita o manejo, fixa no mesmo período os nascimentos, possibilitando ao criador adequar toda a sua infraestrutura, além de proporcionar um período de descanso reprodutivo aos garanhões. Estes são apenas alguns exemplos dos ganhos para aqueles que optam por este procedimento.  

Contudo, muitos profissionais ainda se perdem na preparação para esta época do ano. Pensando nisso, neste artigo separamos alguns pontos básicos de conhecimento para quem quer atuar no mercado de reprodução equina, bem como algumas dicas que vão ajudar no sucesso das técnicas. Confira!

O que é a estação de monta equina?

Pode parecer óbvio para muitos, mas ainda há muitos profissionais e proprietários que têm dificuldade em entender o que é a estação de monta equina. Primeiramente, é importante entender que as éguas, principalmente, são consideradas animais poliéstricas sazonais. Isso quer dizer, de modo geral, que seu comportamento sexual se manifesta em uma época específica do ano. No caso de equinos, essa estação se concentra no período de dias mais longos e maior luminosidade, o que, no hemisfério sul, engloba os meses de setembro a março durante as estações de primavera e verão. 

Esse período em que ocorre a manifestação do comportamento sexual desses animais, chamamos de estação de monta equina.

Por que se preparar para a estação de monta equina?

Depois de entender que a estação de monta equina se concentra em um período específico do ano, a importância da preparação fica um pouco mais claro. Como a manifestação do comportamento sexual das éguas está ligada às estações de primavera e verão, e suas características, se planejar para esse momento torna  os processos mais eficientes.

Já ter uma rotina de acompanhamento da saúde fisiológica e reprodutiva para realizar as escolhas das matrizes e dos garanhões, é um exemplo de como se preparar para esse momento. Se você já conhece os animais e acompanha seu desenvolvimento, perceber o momento certo do ciclo estral para a reprodução se torna muito mais fácil.

É importante ressaltar que, proprietários, profissionais de cuidado e veterinário precisam estar alinhados para a estação de monta. Somente dessa forma as técnicas de reprodução coincidirão com o manejo adequado e, assim, o objetivo do proprietário será alcançado. Sem todos os interessados trabalhando juntos, as chances de sucesso caem significativamente.

5 dicas para ter uma estação de monta equina de sucesso

Agora que as características e a importância do período de estação de monta equina estão claras, separamos algumas dicas que vão auxiliar quem deseja ter sucesso com a reprodução equina.

01 – Acompanhe as éguas

Como já mencionamos antes no artigo, realizar o acompanhamento dos animais é muito importante. Assim, monitorar a saúde fisiológica e reprodutiva das éguas, bem como realizar o acompanhamento do ciclo estral no período da estação de monta equina é fundamental para o sucesso.

Com os exames de saúde regulares, você garante que as fêmeas desejadas estarão saudáveis e aptas para reprodução nesta época do ano. Isso inclui, é claro, a realização de exames ginecológicos nas éguas. Além disso, acompanhar seu ciclo estral, reconhecendo todas as etapas, garante que as técnicas reprodutivas, como inseminação artificial ou transferência de embriões, sejam realizadas no momento certo. 

02 – O acompanhamento dos garanhões é essencial

Fazer o acompanhamento da saúde física e reprodutiva dos garanhões é tão importante quanto toda a rotina de acompanhamento das éguas. Se considerarmos que, muitas vezes, um garanhão é utilizado para fecundar mais de uma fêmea, essa importância se torna ainda mais evidente. Realizar o acompanhamento da saúde do macho, considerando histórico de saúde e comportamental, bem como a realização de exames andrológicos regulares, garantem que ele estará apto para desempenhar seu papel no período reprodutivo. 

A realização do exame andrológico, se realizada corretamente, engloba uma avaliação completa do garanhão considerando tudo o que tange sua saúde física, comportamental e sua capacidade reprodutiva. Assim, um animal de alto valor genético que se encontra fisicamente incapacitado para monta natural, por exemplo, pode ter alta atividade espermática e ainda ser utilizado na reprodução com técnicas de inseminação artificial.

03 – Escolha boas matrizes

Escolhendo animais de alto valor genético, ou seja, boas matrizes, as chances de sucesso na estação de monta tendem a ser maiores. Essa escolha se baseia, principalmente, nos interesses do proprietário, mas alguns fatores precisam ser levados em conta. São eles:

  • Genética superior;
  • Ausência de anomalias congênitas;
  • Bom histórico de fertilidade;
  • Trato reprodutivo saudável;
  • Bom escore corporal;
  • Isento de doenças infectocontagiosas.

04 – Realize um bom manejo reprodutivo

Como dissemos anteriormente, para o sucesso na estação de monta equina, todos os envolvidos precisam estar alinhados. Isso porque, a realização do manejo reprodutivo é fundamental para quem deseja melhorar a qualidade genética de seus animais. É por meio dessas ações que tratadores e proprietários são capazes de garantir a saúde e as capacidades dos animais, sendo capazes de identificar seu potencial e explorá-lo na reprodução.

As ações do manejo reprodutivo incluem, principalmente:

  • Controle e cuidados sanitários dos animais, estruturas e ambientes;
  • Nutrição adequada, principalmente em período de estação de monta;
  • Avaliação das características genéticas desejáveis dos animais. 

Além disso, o manejo reprodutivo engloba ações que vão auxiliar e facilitar a aplicação de biotécnicas reprodutivas e o acompanhamento desse animal pelo veterinário. É como mencionamos, os animais precisam ter saúde e bem-estar para o sucesso na reprodução equina.

05 – Não tenha medo das biotécnicas reprodutivas

Como a estação de monta equina se encontra num período ‘reduzido’ do ano, é importante tornar esse momento o mais eficiente possível. Por isso, diversas biotécnicas de reprodução, foram e são cada vez mais desenvolvidas.

Seja para o aproveitamento de animais que não estão em condições ou períodos favoráveis para a reprodução, como animais idosos ou em período de competição, mas que possuem alto valor genético. Seja para gerar mais de um descendente da combinação de um garanhão e égua de alto valor. As biotécnicas de reprodução buscam, por essência, tornar a estação de monta um período eficiente para o proprietário, garantindo um plantel com alta qualidade genética de forma segura para os animais.

Como exemplos, as principais biotécnicas reprodutivas aplicadas são:

  • Inseminação artificial: permitindo que um garanhão possa fecundar mais de uma égua sem expor os animais e ainda é utilizada como parte do processo de transferência de embriões;
  • Transferência de embriões: essa técnica permite que uma única doadora produza mais de um embrião, o que garante a qualidade genética de mais potros já que a combinação é escolhida entre um macho e uma fêmea com características desejáveis, gerando várias gestações;
  • Aspiração folicular: tanto utilizada para a transferência de embriões quanto para fertilização in vitro;

O sucesso depende dos envolvidos

Nossa dica final para quem deseja ter uma estação de monta equina de sucesso é simples: o sucesso depende dos envolvidos!

Todos os profissionais precisam conhecer muito bem os objetivos que desejam alcançar nesse período, tanto para saber como escolher os animais, quanto para determinar quais processos precisam ser realizados antes, durante e depois da estação de monta. Além disso, entender os apontamentos e direcionamentos que vão surgir de exames andrológicos e ginecológicos é fundamental para a escolha da biotécnica adequada para os objetivos reprodutivos traçados. Contudo, se os cuidados com os animais em sua rotina não estiverem corretos, sua saúde pode chegar comprometida no período reprodutivo o que afeta os resultados. 

Por fim, é sempre bom ressaltar que o melhor profissional nesse momento é aquele capacitado para executar as ações necessárias em cada momento. E isso vale tanto para tratadores, como para zootecnistas e veterinários. 

Se você é um profissional da medicina veterinária e deseja ter sucesso da próxima estação de monta equina, clique aqui e veja nossa dica de capacitação!

Fonte: SHOP Veterináro e Ourofino

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 20 de outubro de 2020

Artigos Relacionados com Equinos: