Fique sabendo um pouco mais sobre a Doença da Vaca Louca

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A encefalopatia ou encefalite espongiforme bovina é o nome da famosa doença da vaca louca, tão temida pelos pecuaristas. É muito perigosa para o gado, pois ataca o cérebro do animal, atuando em todo sistema nervoso, levando o animal à morte, causando muitos prejuízos aos pecuaristas.

Sua causa se deve a uma proteína animal denominada prion que, interagindo com o DNA do animal doente, produz maior quantidade dessa proteína modificada.  A doença da vaca louca é,  portanto, de origem orgânica e causada pelo excesso ou acúmulo anormal da proteína mencionada, o prion.

 O início da infecção ocorreu quando vacas inglesas ingeriram rações compostas por partes de carcaças de carneiros infectados pela proteína modificada. O prion existe nos carneiros e no homem, mas sua função nesses organismos ainda não foi esclarecida. Quando o prion se modifica, por causas ainda desconhecidas ou não esclarecidas, a doença atinge o cérebro do animal, provoca degeneração das células cerebrais, formando verdadeiros buracos, como os das esponjas. Origina-se desse fato, o nome da doença: encefalopatia espongiforme, que compromete as funções cerebrais do paciente.

O animal atacado por esse mal apresenta os seguintes sintomas: perda de equilíbrio e enfurecimento.  Para evitar a contaminação dos animais, os produtores não devem alimentar os animais sujeitos a essa doença, com ração que contenha carne. Essa é uma medida importante, como prevenção  a essa doença.

Na Europa, todos os países estão sempre em alerta para a possibilidade de novos casos. No Brasil, ainda não foi diagnosticado nenhum caso similar.

Fonte: Rural news

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 15 de fevereiro de 2012

Artigos Relacionados com Bovinos: