Realização do exame andrológico em bovinos e sua importância

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A importância da realização do exame andrológico em bovinos está no impacto direto que os reprodutores têm sobre a fertilidade do rebanho. Um touro que não apresenta boa produção ou que seja infértil pode representar a perda de 25 a 50 bezerros, conforme a relação touro/vaca a ser utilizada.

A fêmea infértil representa a perda de um bezerro. Entre 20 e 40% dos touros são subférteis, ou seja, produzem menos filhos do que deveriam. Identificar o animal infértil é mais simples, pois é possível verificar que aquele animal não emprenhou nenhuma vaca na estação de monta.

O exame andrológico realizado pelo médico veterinário visa identificar quais animais são inférteis, avalia as condições clínicas gerais quanto às condições. É dividido em duas etapas: exame clínico geral onde são avaliadas as condições gerais de saúde questionando o histórico do animal e os motivos da realização do exame; e exame específico que avalia os órgãos reprodutivos como testículos e epidídimos, as glândulas anexas através da palpação retal, o pênis e o prepúcio.

Na avaliação dos testículos e epidídimos é preciso prestar atenção à simetria, temperatura, sensibilidade dolorosa, lesões, cicatrizes, biometrias testiculares. Realizar a colheita de sêmen, na maioria das vezes por eletroejaculação, pois a técnica que não exige condicionamento prévio do animal para sua execução. Depois o sêmen precisa ser avaliado para saber se existem espermatozoides vivos e para verificar a concentração da amostra e a porcentagem de espermatozoides normais. Após a avaliação destes dados o médico veterinário emite o laudo à reprodução.

 

Fonte: http://ruralpecuaria.com.br/tecnologia-e-manejo/reproducao-bovina/embrapa-por-que-realizar-exame-andrologico.html

 

Saiba mais sobre o desenvolvimento gestacional em bovinos.

Diagnóstico de patologias ovarianas.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 17 de junho de 2015

Artigos Relacionados com Bovinos: