Utilização dos subprodutos da cevada na alimentação de suínos

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A obtenção de ingredientes para formulação de rações é bastante variável principalmente em se tratando de preço. A cadeia produtiva em alguns momentos passa por dificuldades e é preciso buscar alternativas para dar continuidade ao processo de produção. Muitos insumos podem ser aproveitados na questão da nutrição animal bastando apenas, verificar suas condições de processamento, sua disponibilidade e também seu custo. É a partir deste contexto, que o aproveitamento de resíduos que antes, eram descartados na natureza, podem fazer parte de um sistema de produção. O bagaço de cevada, farelo de cevada úmida são bons resíduos de cervejarias que são vistos com bons olhos para um balanceamento de uma ração animal.

O farelo de cevada pode substituir o milho parcialmente na ração. Em regiões industriais de cervejarias, o custo para obtenção do produto é muito baixo devido a grande oferta e redução no quesito transporte. Este, apresenta maior teor protéico em relação ao milho porém, é importante atentar-se para a energia pois este é em média 10% inferior á do milho. Para um ajuste de energia na ração, pode ser incluso o óleo de soja. De acordo com BELLAVOR et al. (1987), afirmaram que para uma melhor eficiência alimentar de suínos em fase de crescimento e terminação, a porcentagem de substituição do milho pelo farelo de cevada foi de 25%.

O bagaço de cevada também é um importante subproduto pela sua alta produção e bom valor nutricional. Sua disponibilidade protéica e energética, acarretam em bons ganhos de peso além de adequados parâmetros de carcaça do produto final de abate.

Por: Rodrigo Dias Coloni, Zootecnista, Mestrado e Doutorado em Nutrição e Produção Animal

 

Conheça o Curso de Boas Práticas de Fabricação de Ração – BPF implementação e gestão

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 15 de fevereiro de 2012

Artigos Relacionados com Suinos: