A importância da palpação retal em bovinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A palpação retal em bovinos é um método crucial para identificar as estruturas internas do animal. O exame, também conhecido como toque, é realizado por meio da introdução da mão e braço do examinador. Ela é o procedimento mais utilizado para diagnosticar a gestação tanto em fêmeas bovinas quanto equinas.

Não adianta o veterinário saber aplicar as biotécnicas mais avançadas de reprodução como a transferência de embriões, aspiração folicular e inseminação artificial se não tiver habilidade para realizar a palpação retal.

Que o exame é um dos métodos de mais baixo custo que pode fornecer importantes informações sobre as diversas situações da condição reprodutiva do animal você, médico veterinário, já sabe e diversos produtores também já entenderam isso. Porém, que tal conhecer mais vantagens dessa técnica?

Conheça os benefícios da palpação retal

Além de ser crucial para avaliação dos órgãos internos do animal o método proporciona diversas vantagens aos proprietários, como por exemplo:

– Avaliar a viabilidade fetal;

– Detectar gestações gemelares;

– Diagnosticar as principais patologias da reprodução (útero e ovários).

A técnica é aplicada principalmente para diagnosticar a gestação e deter o conhecimento da existência ou não da prenhez, facilita a tomada de decisões do manejo dos animais e previne gastos desnecessários.

Com o diagnóstico rápido é possível proporcionar aos bovinos programas nutricionais balanceados, que garantem a eficiência reprodutiva. Além disso, a palpação retal ainda possibilita uma avaliação mais rápida da eficiência dos programas de indução e sincronização de cio.

Todo médico veterinário que atua na reprodução bovina precisa conhecer do assunto, veja no próximo tópico alguns motivos que vão te convencer a aprendê-la.

Porque todo médico veterinário precisa saber realizar o procedimento?

O rebanho bovino brasileiro é composto por mais de 220 milhões de cabeças de gado, possuindo uma elevada demanda dos serviços veterinários para diagnósticos de gestação, patologias reprodutivas e diversos outros tipos de atendimentos.

Sem dúvidas, conhecer as técnicas de palpação retal é um pré-requisito básico para qualquer veterinário que deseja trabalhar com a reprodução de bovinos. Saber aplicá-la, também garante ao médico veterinário uma maior rentabilidade. Pois, o exame tem sido uma das opções mais escolhidas pelos criadores que se preocupam com a saúde reprodutiva do animal, seu negócio e levam em conta o custo-benefício.

Viu como é fundamental saber realizar o exame? Para te ajudar com a aplicação da técnica elaboramos uma passo a passo que facilitará o processo, confira a seguir.

Capacitação em palpação retal

É preciso muita prática para saber o que você está apalpando. Por isso, não podemos deixar de mencionar que é preciso ter um treinamento intensivo para desenvolver a habilidade tátil e se habituar às alterações de forma e consistência dos órgãos internos. E claro, ao mesmo tempo, relacioná-las com as patologias reprodutivas e modificações uterinas decorrentes de gestação.

Com um cenário da bovinocultura atualmente competitivo, em especial na área de reprodução, é imprescindível que o veterinário tenha vasta experiência em palpação retal para a prestação de serviços.

Muitas vezes, as instituições de ensino não dedicam à sua grade curricular uma carga horária ideal para a aprendizagem desta técnica. Fora que muitas também não disponibilizam animais o suficiente que permitam o aprendizado contínuo da palpação por todos os alunos. Então, muitos acabam procurando por cursos intensivos que visem o aprendizado prático.

Você, médico veterinário sente falta desse conhecimento? Para que você se aprofunde no assunto, veja essa dica:

Curso de Palpação Retal em Bovino
 

Fontes: Wikihow e Grupo Cultivar

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 23 de outubro de 2018

Artigos Relacionados com Bovinos: