Piometra, doença das cadelas

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

 Mais comum em cadelas que nunca tiveram crias, a piometra é uma infecção uterina. Costuma acometer cadelas acima de 5 anos de idade, embora algumas possam contraí-la, prematuramente.

Corrimento vaginal, de cor acastanhada e cheiro muito desagradável é um dos principais sintomas dessa patologia. A cadela, além disso, pode também ficar triste, consumir água além do normal, e, consequentemente, urinar muito mais, e apresentar vômitos. O útero fica aumentado, repleto de secreção purulenta, e o animal começa a absorvê-la, intoxicando-se com as bactérias.

 Em alguns casos, pode ocorrer o que se denomina “piometra fechada” , quando o corrimento não é visível, o que dificulta bastante o diagnóstico. Por isso, os proprietários devem ficar atentos, pois a rapidez em se diagnosticar a doença é fundamental para se chegar à cura. Quando isso ocorre, a cadela costuma lamber, com frequencia, seu órgão genital.

Os meios pelos quais se confirma o diagnóstico são os sinais clínicos, hemograma e ultrassonografia. Se confirmado, a cadela deverá ser imediatamente encaminhada para a cirurgia, para a retirada do órgão doente (castração), que é a forma de tratamento indicado, aliado à administração de antibióticos. Retirado o foco da infecção, a recuperação costuma ser rápida.

A melhor forma de prevenção dessa doença é a castração das cadelas, logo após o primeiro cio.

 

Fonte: Web animal

Adaptação: Revista Veterinária

 

Conheça o Curso de Interpretação Ultrassonográfica em Pequenos Animais

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 28 de outubro de 2011

Artigos Relacionados com Sem categoria: