Ectima contagioso em ovinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ectima acontece em ovinos e caprinos, geralmente do terceiro ao sexto mês de vida. É uma lesão cosmopolita provocada pelo vírus da família Roxviridae do gênero Parapoxvírus.

Esta enfermidade pode ser transmitida ao homem por meio de contato direto com animais infectados, apresenta-se como uma erupção grave da pele, extremamente irritante podendo se tornar a hiperplasia. A principal forma de contaminação é por contado direto com os animais, pastagens contaminadas e grande concentração de animais em uma área.

As feridas na pele podem transmitir infecção por meses ou até mesmo por anos. O vírus pode continuar infeccioso na pastagem de um ano para outro, em utensílios, cochos. As lesões aparecem com maior frequência nas comissuras labiais podendo se estender para as gengivas, narinas, língua, região perianal, coroas dos cascos e outros locais em casos mais graves.

Para prevenção deve-se isolar os animais por um período de 2 a 3 semanas, deixar que os mesmos mamem o colostro da mãe, manter tudo limpo e desinfetado, separar os animais doentes, vacinar o rebanho, em especial as fêmeas prenhas antes do parto e duas semanas após o mesmo.

 

Saiba mais sobre técnicas de primeiros socorros em ovinos que podem ser aplicadas no tratamento dessa enfermidade. Clique aqui.

Fonte: Embrapa

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 28 de setembro de 2016

Artigos Relacionados com Caprinos e ovinos: