Programa de manejo de caprinos ajuda na atividade leiteira em Alagoas

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Experiência apresenta bons resultados no município de Limoeiro do Anadia. Propriedade funciona como unidade demonstrativa da Embrapa.

Grande exemplo de dedicação e inovação, unidas à vontade de vencer despertou a iniciativa dos especialistas, preocupados em aprimorar o desenvolvimento da caprinocultura.

Um programa de aprimoramento do manejo de caprinos está ajudando a desenvolver a atividade leiteira em pequenas propriedades de Alagoas.

Há dois anos, a agricultora Rosivânia Vieira Silva decidiu se dedicar à criação de cabras, mesmo morando em uma região com pouca tradição na atividade. A propriedade fica no povoado Genipapo, em Limoeiro de Anadia, agreste do estado. Todos os dias, faz a ordenha e os cuidados com a higiene são seguidos à risca.

O resultado é que, em menos de um ano, a produção de leite, que oscilava entre sete e oito litros por dia, passou para 17 litros sem que a agricultora precisasse aumentar o plantel de 12 animais. Todo o  segredo para o aumento da  produção de leite está no manejo. Os piquetes foram construídos em um espaço de apenas 1,8 mil metros quadrados e ocupam somente 12% da área total da propriedade. São dez pequenos cercados com plantações de capim.

As cabras só passam a utilizar outro piquete depois de consumirem todo o capim disponível. O sistema de rotatividade permite que sempre haja alimento para o rebanho.

A propriedade funciona como uma unidade demonstrativa do Programa Balde Cheio, da Embrapa, com o objetivo de adotar técnicas inéditas para a transferência de tecnologia a pequenos produtores de leite.

Dividindo os animais pela idade e pelo tamanho, modificando o manejo e aumentando a produtividade, a agricultora Rosivânia Vieira da Silva, além de vender o leite in natura, investiu na produção de derivados, como o queijo e o doce de leite de cabra. Ela foi incluída no PAA, Programa de Aquisição de Alimentos, e vai fornecer o queijo para a merenda escolar em Limoeiro de Anadia.

Ela adotou mudanças como separar o reprodutor do resto do rebanho, sugeridas pelos técnicos para melhorar a qualidade do leite. Essa é a primeira vez que o programa, desenvolvido pela Embrapa, em parceria com órgãos de assistência técnica estaduais, é adaptado para a criação de cabras. O programa Balde Cheio começou a ser introduzido, há dez anos, na pecuária leiteira bovina.

Fonte: G1/vidarural

Adaptação: Revista Veterinária

 

Conheça o Curso de Manejo Reprodutivo em Ovinos

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 27 de setembro de 2011

Artigos Relacionados com Caprinos e ovinos: