Cuidados na alimentação de vacas no pré – parto podem evitar a hipocalcemia

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Muito frequente na pecuária de leite, a hipocalcemia, também conhecida como “síndrome da vaca caída”, é um mal que se caracteriza pela falta de cálcio no sangue do animal e sua maior consequência é a fraqueza e a incapacidade de se levantar.

A carência de magnésio, assim como a do cálcio, principalmente no terço final da gestação, podem causar mudanças metabólicas, fisiológicas e imunitárias, nas vacas gestantes, deixando negativo seu balanço energético. Reduz sua capacidade digestiva, causando a debilidade física do animal.

Ingo Aron Mello, médico veterinário, alerta para a reposição inadequada de cálcio que, erroneamente os produtores costumam fazer, antes mesmo que seja necessária. Afirma que o organismo do animal faz a regulação negativa, portanto, essa ação se torna muito perigosa. Ela provoca um desequilíbrio na absorção do cálcio, comprometendo a saúde dos animais.

Assim, quando a vaca realmente necessita de cálcio, ela não consegue obter. Nesses casos, em vez de prevenir a hipocalcemia, os produtores a provocam”, alerta.

Evitar o estresse do gado e fornecer uma alimentação saudável e equilibrada, com as práticas adequadas de manejo são as melhores medidas para se evitar o mal da “vaca caída”, segundo Mello. Quando a hipocalcemia for diagnosticada, o tratamento deve ser rápido. A recomendação é o uso de medicamentos indicados em casos de esgotamento físico por parto, excesso de trabalhoe de produção. É preciso atentar para uma dieta rica em vitaminas e sais minerais.

Fonte: Milk Word

Adaptação: Revista Veterinária

 

Conheça o Curso de Manejo Nutricional de Gado de Leite

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 16 de novembro de 2011

Artigos Relacionados com Sem categoria: